AÇÃO | Prefeitura apresenta projeto para criação de sete Parques Urbanos

Para marcar as comemorações do Dia Mundial da Água, o prefeito Airton Garcia e o professor José Galizia Tundisi, secretário de Desenvolvimento Sustentável, Ciência e Tecnologia, assinaram na manhã desta quarta-feira (22), a justificativa do Projeto de Lei para a criação de sete Parques Urbanos na cidade.

A assinatura marca o início dos procedimentos para a criação dos parques. “A ideia de criar parques florestais urbanos é conseguir congelar, manter intacta as áreas de floresta da cidade. Vamos usar as estruturas florestais ainda existentes para que a cidade possa ter mais áreas verdes a disposição da população. Esses parques vão servir também de refúgio para a biodiversidade, banco de germoplasma, vão ter espécies nativas e serão doadores de sementes. Serão áreas para o desenvolvimento de pesquisas e projetos, esporte, lazer e cultura. A cidade ganhará equipamentos extremamente importantes do ponto de vistas do desenvolvimento do município”, afirmou José Galizia Tundisi.

Para indicação das áreas, foi realizado um grande levantamento. “Nós identificamos os lugares que já tinham alguma vocação, fizemos o levantamento dos perímetros de cada área, mapeamos e fizemos todo o descritivo. São áreas que já são do município, algumas já são afetações como áreas verdes, outras que não tem afetação nenhuma. Com a criação, elas passam a ter essa destinação gravada”, explicou Ana Cristina Andrade, engenheira e diretora do Departamento de Informação e Documentação e Patrimônio.

Os próximos passos para a implantação dos parques serão a elaboração da minuta de lei, oficinas de planejamento, elaboração de projetos específicos, aprovação do plano de manejo, implantação das estruturas e a criação do sistema de parques urbanos de São Carlos. “Depois de criado os parques, nós começaremos as oficinas de planejamento, onde serão elencadas todas as vocações, as possibilidades de cada área, para depois serem elaborados os projetos específicos, por exemplo, se vai ter um centro de visitantes, banheiros, estacionamento, onde estarão os equipamentos de lazer e cultura. Esse processo de elaboração e planeamento é feito junto com a comunidade. Serão feitos encontros com associações de moradores, as universidades, Condusc e Condema para elencar essas possibilidades”, disse Daniel Tonelli Caiche, engenheiro florestal da Coordenadoria de Meio Ambiente. 

A proposta do Projeto de Lei prevê algumas finalidades para os parques, entre elas proteção, enriquecimento e manejo dos remanescentes de vegetação de cerrado e mata atlântica; pesquisa cientifica e capacitação técnica; atividades de educação ambiental e uso público para atividades culturais, recreação e lazer. “Essas áreas tem várias funções. Mas queremos principalmente, valorizar e conservar esse patrimônio, para colaborar com o conhecimento produzido aqui na cidade, e também desenvolver atividades de cultura de lazer e de esporte, contemplação. Queremos um parque que não exclua a comunidade, mas sim a inclua”, afirmou Daniel Caiche.

Para a implantação dos parques, serão utilizados recursos de compensação ambiental, contrapartida de empreendimentos imobiliários, verbas do Fehidro e Fundos Internacionais de Financiamentos de Projetos Ambientais.

A vereadora Laíde Simões participou do evento e manifestou seu apoio. “Acho muito importante à união de todos os seguimentos, para o desenvolvimento de um projeto como esse. Um dos pontos a ser trabalhado é a questão da segurança. Eu acredito que agora será possível implantar e organizar nossa cidade no sentido de preservar o meio ambiente. Estou à disposição para apoiar tudo que for para melhorar nossa cidade”, disse a vereadora.

Para o prefeito Airton Garcia a criação do sistema de parques urbanos de São Carlos é sinônimo de qualidade de vida. “Os parques proporcionam contato com a natureza e suas estruturas são atrativas, são determinantes para a realização de atividade física e de lazer”.

 Confira as localizações dos parques:

1 – Parque Florestal Urbano – localizado na Serrinha do Aracy;

2 – Área de Preservação Ambiental Dr. Samuel Murgel Branco – localizado próximo ao Parque Fabber;

3 – Parque – marginal próximo ao Santa Mônica;

4 – Água do Espraiado – localizado no Espraiado;

5 – Bosque Santa Marta;

6 – Bosque Cambuí;

7 – Sítio do Melo – localizado próximo ao Capão das Antas.

Deixe uma resposta