POLÍTICA | Massafera prestigia seminário sobre expansão ferroviária e agronegócio

O deputado estadual Roberto Massafera participou esta semana de seminário promovido pelo Instituto de Engenharia que discutiu A Ocupação do Território Nacional pela Ferrovia Associada ao Agronegócio. O estudo é uma parceria com a Fundação Getúlio Vargas e uma contribuição para o País.

O objetivo é planejar o crescimento da produção de grãos em 100% nos próximos 20 anos. As projeções mais recentes é que a safra 2016/2017 deve superar os 220 milhões de toneladas.

A proposta do Instituto de Engenharia estabelece a Ferrovia Norte-Sul como principal eixo de desenvolvimento ferroviário, chegando em Estrela do Oeste (SP) e se conectando com a antiga Estrada de Ferro Araraquarense que vai até Rondonópolis (MT) e escoa a produção do Centro-Oeste do País pelo porto de Santos.

Avaliando a perspectiva de desenvolvimento nas próximas décadas, o deputado Roberto Massafera avaliou que o País precisa de um grande estadista. Ele terá o desafio atrair investimentos da ordem de R$ 8 bilhões para viabilizar o projeto ferroviário, gerar empregos e desenvolvimento em uma vasta região.

A malha ferroviária brasileira tem hoje 30,1 mil km sendo que três quatros dela estão subutilizados ou em verdadeiro abandono. “Deveríamos ter uma rede maior, porém, esse setor enfrentou enormes dificuldades de toda ordem. Saldo dos processos de concessão, os segmentos de trilhos com bitolas diferentes construídos por investimentos privados independentes e sem interligação com os sistemas regionais acabaram causando o abandono de muitos trechos, resultando em um pobre e inexpressivo sistema de transporte por este modal”, comenta o presidente do Instituto de Engenharia, Camil Eid.

 

Deixe uma resposta