POLÊMICA | “Esta culpa não cairá sobre a Câmara”, diz Lucão sobre o caos na saúde

O vereador e presidente da Comissão de Saúde e Promoção Social da Câmara Municipal, Lucão Fernandes (PMDB) foi enfático durante a sessão do Legislativo desta terça-feira (28), ao dizer que a culpa pelo caos em que se encontra a saúde do município “não cairá sobre a Câmara e os vereadores que acabaram de se eleger”.

O discurso se deu durante o expediente falado da sessão, quando vereadores criticaram os problemas relacionados à saúde que vem acontecendo na cidade. Segundo Lucão, a Prefeitura precisa dialogar com outros poderes para sanar a situação da saúde e a falta de médicos. “Eu como funcionário público em trinta anos nunca vi uma UPA fechar por falta de médico”, enfatizou. Para o vereador, “é necessário que a Prefeitura aceite o TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) do Ministério Público e faça a contratação de médicos, seja pagando por RPA (Recibo de Pagamento Autônomo) ou via contrato com a Santa Casa com um aditamento para que os médicos de lá atendam nas UPAs. Algo precisa ser feito”, detalhou.

Segundo Lucão, a situação é urgente e devem ser deixados de lado os dissabores entre os poderes: “tem muita picuinha, precisa acabar com isso, para a cidade poder andar”.  

O parlamentar lembrou ainda que na gestão do atual presidente da Câmara foram devolvidos R$ 600 mil do duodécimo do Legislativo para a Santa Casa, instituição centenária que merece o respeito da população.

CAOS 

Nos últimos meses, a Santa Casa tem sido palco de incidentes, inclusive mortes de pacientes, preferencialmente gestantes em trabalho de parto na maternidade. Também foi registrada a morte de um bebê, após a tentativa de atendimento em uma UPA que estava sem médico. Os casos tem causado comoção na sociedade e estão sendo investigados. Paralelo a isso, um comitê de profissionais ligados à área de saúde está se reunindo, buscando soluções para a situação da saúde. Como presidente da comissão de Saúde, Lucão destaca que tais incidentes são frutos de um sistema público local precário, que vem se arrastando há anos, bem como a falta de médicos nas unidades de saúde.

APELO 

Ainda em seu discurso nesta terça, Lucão fez um apelo ao prefeito Airton Garcia para que ele deixe de lado qualquer desentendimento político e que se una com os poderes, visando contratar médicos e minimizar os problemas na área de saúde da cidade.

 

Deixe uma resposta