SÃO CARLOS | Museu da Ciência inaugura nova exposição na próxima terça-feira

A exposição “Educação, Ambiente e Práticas Culturais no Município de São Carlos: Vestígios da Sociedade Moderna” será aberta na próxima terça-feira (9), às 10h, no Museu da Ciência “Profº Mário Tolentino”, localizado na Praça Coronel Salles, no centro.

A exposição tem como foco principal promover a sensibilização para a valorização do patrimônio histórico cultural, arquitetônico e ambiental da cidade. A mostra apresenta ao público resultados do projeto realizado no novo aterro sanitário de São Carlos. As atividades desenvolvidas focaram na Arqueologia e “Garbologia” ou “Estudo do Lixo”, direcionado aos cooperados da COOPERVIDA (Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de São Carlos). O destaque é a importância do processo de coleta seletiva e as práticas sustentáveis voltadas à gestão de resíduos sólidos realizados no município, além de trazer 22 materiais curiosos selecionados no processo de triagem. A exposição ficará aberta ao público até o próximo mês de agosto, seguindo depois para Araraquara.

O projeto é uma realização conjunta da Fundação Araporã de Arqueologia de Araraquara e do Departamento de Apoio à Educação Ambiental (DeAEA) vinculado a Secretaria de Gestão Ambiental e Sustentabilidade (SGAS) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) e conta com apoio do Centro de Divulgação Científica e Cultural da Universidade de São Paulo (CDCC/USP), da COOPERVIDA, Museu de Arqueologia e Paleontologia de Araraquara (MAPA) e Museu da Ciência Profº Mário Tolentino de São Carlos. E foi financiada pela Empresa São Carlos ambiental – Serviços de Limpeza Urbana e Tratamento de Resíduos Ltda.

Quem for ao Museu da Ciência também poderá conhecer as exposições itinerantes, entre elas, a exposição “Bicho: Quem Te Viu Quem Te Vê”, uma parceria com a USP e CDCC que mostra a necessidade de conscientização sobre a preservação da fauna da nossa região com interação através de vídeos e animais empalhados e que ficará no Museu até 26 de maio; “Projeto Guri 21 anos”, que traz a trajetória do projeto e mostra a contribuição e os benefícios à comunidade e que permanecerá até junho; exposição do pintor são-carlense Cláudio Rosante que mostra diferentes técnicas utilizadas para pintura em tela apresentando materiais distintos e que permanece até junho também e “Luz ao Alcance das Mãos”, exposição que procura ensinar a disciplina Óptica para deficientes visuais em parceria com Grupo de Óptica do Instituto de Física de São Carlos/USP e USP-SC e SPIE Student Chapteronde. Todos os conceitos estão em Braile e tudo de forma tátil, com longa duração, permanecerá no Museu por mais 2 anos.

Além dessas, existem duas exposições permanentes: “Paleomundo” de paleontologia em parceria com a UFSCar; que se tornou referência nacional por peças que são únicas no mundo e de extrema importância no Brasil, como enfatiza o professor Paulo Roberto Milanez, coordenador do museu. Nessa mostra os visitantes tem contato com habitantes que viveram no planeta há milhões de anos como dinossauros, mamíferos, insetos, entre outros, através de fósseis ou réplicas representativas. E a exposição de física, que são aparelhos interativos que abrangem conhecimentos de matemática e química num total de 156 experimentos e que o visitante aprende de forma lúdica, por meio do contato direto e da sensibilidade.

O Museu é coordenado pela Secretaria de Educação, portanto voltado para a área educacional e as visitas são gratuitas. Para agendamento de grupos, basta ligar para o telefone (16) 3307-6903. O Museu funciona de segunda a sexta-feira, sendo que as quartas-feiras fica aberto até às 20h30, nos demais dias da semana funciona das 8h às 18h.

Deixe uma resposta