SÃO CARLOS | Prefeitura vai adquirir nova ambulância para o SAMU

 

O Diário Oficial do Município da última sexta-feira (12), edição Nº 1050, traz a publicação de edital de licitação para aquisição de uma ambulância de suporte básico para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

As propostas devem ser entregues até o dia 26 de maio, às 8h, na Divisão de Apoio a Procedimentos Licitatórios, no Paço Municipal, localizado na rua Episcopal, 1.575, no centro. Em seguida, no mesmo dia, os envelopes serão abertos, em sessão pública. O valor estimado do veículo, já com os equipamentos e aparelhos necessários, é de R$ 164.333,33.

O SAMU 192 é administrado pelo município por meio da Secretaria Municipal de Saúde, responsável pelo atendimento pré-hospitalar, tendo como finalidade acolher o socorro a população em casos de emergência.  O SAMU de São Carlos, conta hoje com autorização do Ministério da Saúde com 2 viaturas de Suporte Básico (USB), 1 viatura de Suporte Avançado (USA) e 2 motolâncias. Cerca de 100 funcionários trabalham no programa e são realizados 950 atendimentos por mês, mais de 11 mil por ano, com atendimento também na zona rural.

Central de Regulação Médica 

Ao discar 192, sua ligação será atendida pela Central de Regulação Médica de Urgência. Em um primeiro momento, a telefonista vai fazer algumas perguntas: motivo da ligação, endereço, ponto de referência e, em caso de acidentes, o número de vítimas. Neste caso, outras duas perguntas serão realizadas: A vítima está acordada? A vítima está respirando? Posteriormente, a ligação é transferida para um médico regulador, que faz o provável diagnóstico, orienta sobre as primeiras ações e avalia a necessidade de envio de uma ambulância. Esta avaliação é feita a partir das informações que você fornecer por telefone, por isso é necessário estar junto ao local em que se encontra o paciente. Esta norma, preconizada pelo Ministério da Saúde, tem por objetivo garantir o encaminhamento mais adequado e permite que o médico regulador vá prestando as primeiras recomendações sobre o socorro, ainda pelo telefone, enquanto a pessoa aguarda a chegada da ambulância. A indicação de atendimento dada pelo médico regulador é adaptada a cada necessidade, e pode ser: orientação por telefone ou ativação de unidades móveis de acordo com o tipo de atendimento, traumático ou clínico, e a gravidade estimada do caso, podem ser acionadas unidades de suporte básico (USB) ou unidade de suporte avançado (USA). Após o acionamento das unidades, a central de regulação médica de urgência acompanhará o atendimento até seu término, apoiando as equipes quando necessário e preparando a recepção hospitalar adequada ao atendimento da urgência.

Deixe uma resposta