NACIONAL | Lobbe Neto participa de solenidade em homenagem aos 65 anos da Esquadrilha da Fumaça

O deputado federal Lobbe Neto, do PSDB de São Paulo, participou na terça-feira, 16, da sessão solene em homenagem aos 65 anos do Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), conhecido Esquadrilha da Fumaça, no plenário da Câmara dos Deputados.

A solenidade foi marcada por emoção e reconhecimento da credibilidade e dos valores da Fumaça. Cerca de 120 pessoas, entre parlamentares e militares, acompanharam a cerimônia, que contou ainda com a participação da banda da Ala 1 (Base Aérea de Brasília).

Em seu discurso, Lobbe Neto cumprimentou o deputado Victório Galli (PSC-MT), pela proposição da sessão em homenagem aos 65 anos da Esquadrilha da Fumaça da Força Aérea Brasileira (FAB).

“Deixo aqui os nossos cumprimentos. Nós somos ali da região de Pirassununga também, de São Carlos. Somos praticamente vizinhos e acompanhamos os trabalhos: um trabalho ético, um trabalho de hierarquia, um trabalho de disciplina, que a Esquadrilha da Fumaça faz na parte institucional da Força Aérea Brasileira. Parabéns aos Fumaceiros”, afirmou o parlamentar tucano.

O comandante da Esquadrilha da Fumaça, tenente-coronel Líbero Onoda Luiz Caldas, destacou a homenagem como fruto de inspiração da sociedade. “A Câmara dos Deputados é a casa do Povo. Portanto, é do povo que recebemos esse reconhecimento. Aos 65 anos, ajudamos a integrar esse país gigantesco, a levar a bandeira nacional a todos os cantos. Durante esse tempo, a Fumaça tem estimulado o diálogo entre civis e militares. Em cada demonstração, mostramos que a soberania nacional e o espaço aéreo estão seguros”, declarou.

O chefe de Gabinete do Comandante da Aeronáutica, brigadeiro Marcelo Kanitz Damasceno, destacou a importância do trabalho em conjunto da equipe da Fumaça e se referiu à imagem dos fumaceiros como a “ponta do iceberg”, que divulga os valores de todos integrantes da FAB. “A fumaça é aquilo que aparece de todo o segmento da Força Aérea Brasileira. Representa a doutrina, a disciplina, o trabalho em equipe e a sinergia de todos os setores. Estamos muito honrados com esse ato singelo e com o destaque dado à Fumaça”, finalizou o brigadeiro.

História

A história do esquadrão começou em 1952, quando instrutores de voo da antiga Escola da Aeronáutica começaram a treinar manobras em grupo com o intuito de incentivar os cadetes a confiar nas suas aptidões. No ano seguinte, foram instalados sistemas de fumaça nas aeronaves para facilitar a visualização das manobras pelo público. Desde então, já foram utilizadas diversas aeronaves como o T-6 Texan e o T-27 Tucano. Em 2015, as manobras passaram a ser realizadas com a aeronave A-29 Super Tucano. Durante esse tempo, a esquadrilha já fez demonstrações em todos os estados brasileiros e também em 21 países, como Argentina, Chile, Estados Unidos e Canadá.

(*Com informações da Agência Força Aérea)

Deixe uma resposta