IBATÉ | Escola Municipal Julio Benedicto Mendes realiza Festa Junina com seus alunos

O mês de junho é marcado pelas tradicionais festas juninas, e na última sexta-feira (9), a Escola Julio Benedicto Mendes realizou a sua festividade.

Segundo o diretor da escola, Alexandre Gaspar, os professores trabalharam sobre a cultura da Festa Junina com os alunos e junto com os funcionários enfeitaram a Unidade de Ensino para propiciar um ambiente convidativo para alunos e comunidade.

“Os professores fizeram um excelente trabalho em sala de aula, destacando a importância das festas folclóricas para a cultura de um povo. Os alunos conheceram a origem das festas juninas a partir de textos expositivos e aprenderam e/ou relembraram os símbolos das festas juninas a partir de relatos de experiências e cartazes ilustrativos. Os discentes que manifestaram interesse apresentaram uma dança típica para a comunidade escolar (pais e/ou responsáveis). Além disso, todos os funcionários colaboraram para que o ambiente ficasse mais alegre. Com relação a comida, tivemos um cardápio especial para a data, além de muita diversão. O mais importante foi a participação dos pais e familiares, já que a escola está sempre aberta e conta com a presença da comunidade para continuar oferecendo um ensino de qualidade”, comentou Gaspar.

Celebradas no Brasil desde o século XVII, as Festa Juninas constituem a segunda maior comemoração realizada pelos brasileiros, ficando atrás apenas do Carnaval. De acordo com os historiadores, a festa tem origem no culto aos deuses pagãos, mas sofreu influências do catolicismo e hoje há forte associação com os santos católicos, como Santo Antônio, São João e São Pedro.

Com a chegada dos portugueses, as festas, que já eram típicas na Europa, também desembarcaram no Brasil e aos poucos foram se misturando com elementos próprios do interior do país e das tradições sertanejas. Comidas típicas, danças e enfeites utilizados nas festas de hoje são uma junção de partes da cultura africana, europeia e indígena.

Comidas

Com a popularização das festas juninas no Brasil, a difusão dos elementos ligados à festa tornou-se cada vez mais comum. As comidas típicas são um exemplo disso. Em todas as regiões, o produto utilizado para preparar as guloseimas da festa é basicamente o mesmo: o milho. Pipoca, canjica, pamonha, bolo de milho e curau são algumas das iguarias servidas. Há também outras comidas com nomes bem peculiares, como mané pelado, pé de moleque, maçã do amor e cachorro-quente. Nesse universo, destaca-se também o quentão, uma espécie de chá feito com gengibre, canela e pinga.

Outros elementos

A decoração feita com bandeirolas e balões, a fogueira e os fogos de artifício são itens que caracterizam o ambiente da festa junina. Existem ainda algumas brincadeiras e práticas às quais os convidados são submetidos: pau-de-sebo, correio elegante, casamento caipira e outros.

Além do Brasil, as celebrações da festa junina são notáveis em diversos países. A França, Itália, Portugal, Espanha, Noruega, Estados Unidos, Porto Rico, Canadá e Austrália são alguns exemplos de lugares que celebram essas tradições.

O diretor da Unidade de Ensino destacou o trabalho desenvolvido pelos professores da Rede Municipal de Ensino. “Os docentes realizam um trabalho de excelência ao longo de todo o ano letivo, buscando sempre inovar suas aulas e transmitir o conteúdo de forma prazerosa e cativante para os alunos. Dinamismo e criatividade são marcas dos professores da Rede, proporcionando dessa forma atividades enriquecedoras em prol de uma educação de qualidade”, finalizou Gaspar.

Deixe uma resposta