SÃO CARLOS | Prefeitura de São Carlos inicia serviço do “Consultório na Rua” nesta segunda-feira

 

A Prefeitura de São Carlos, através da Secretaria Municipal de Saúde, iniciou nesta sexta-feira (30), em solenidade realizada na Praça do Mercado Municipal, o programa “Consultório na Rua” do Ministério da Saúde.

O programa visa atender a população de rua, em condições de vulnerabilidade social, com os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados, sem acesso aos serviços básicos e oferecer atenção integral à saúde desta população. Em São Carlos o serviço oferecido é o Consultório na Rua tipo I, com 4 profissionais de saúde que vão circular os territórios para atender a população em condição de vulnerabilidade social. O equipamento integra a Estratégia de Saúde da Família, com equipe multidisciplinar composta por psicólogo, terapeuta ocupacional e equipe de enfermagem, capacitada para atender diversas demandas de saúde.

Participaram da solenidade de inicio do serviço do Consultório na Rua de São Carlos, que teve a benção dos padres Nilson de Paula Francisco e José Luiz Beltrame, o prefeito Airton Garcia acompanhado do deputado federal Lobbe Neto, os vereadores Rodson Magno e Luís Enrique (Kiki), o secretário municipal de Saúde, Caco Colenci, além dos secretários municipais de Obras Públicas, Reginaldo Peronti, de Infância e Juventude, Paulo Wilhelm, de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Solfa, de Agricultura e Abastecimento, Deonir Tofollo, o diretor da Coordenação de Política Institucional da Secretaria de Governo, Samir Gardini e os profissionais da área de saúde da equipe que vai realizar o atendimento do Consultório na Rua.

O atendimento será feito de forma itinerante através de um ônibus que transportará a equipe pelas cinco regionais de saúde, com o apoio de ações compartilhadas e integradas das unidades de saúde, equipes dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e se necessário com os serviços de urgência e emergência, com a proposta de se vincular o consultório a uma unidade de saúde, um dia da semana, em horários diferenciados, dividido em cada uma das regionais de saúde, conforme a necessidade de demanda e diagnóstico territorial.

O tratamento de saúde dos pacientes será feito com o apoio das unidades básicas de saúde, de saúde da família, ou se necessário serão referenciados ao CAPS II, CAPS AD (Álcool e Drogas), Centro de Referência e Atendimento à População em Situação de Rua (Centro POP).

Segundo o prefeito Airton Garcia, acolher os mais necessitados é uma marca da sua administração. “O prefeito tem que cuidar da cidade toda, mas o prefeito tem que cuidar mais daquelas pessoas necessitadas. Esse programa é um exemplo. Durante todo o meu mandato vou trabalhar para melhorar a vida dos mais necessitados”, disse ele.

Para o secretário de Saúde, Caco Colenci, o Consultório na Rua vai levar a saúde para os que vivem a margem da sociedade. “Esse programa, o Consultório de Rua, demonstra a maneira que a Prefeitura quer tratar do acolhimento das pessoas mais vulneráveis, fazendo essa inclusão social, dando mais dignidade a essas pessoas. Além de cidadania é um gesto cristão”, afirmou.

Deixe uma resposta