SÃO CARLOS | Novas adesões de médicos podem viabilizar abertura de mais uma UPA

 

A Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoal publicou na terça-feira, 1º de agosto, na edição n.º 1.077 do Diário Oficial do Município, o resultado final preliminar do processo seletivo simplificado para contratação, em caráter temporário, de médicos especialistas e para atuarem na área de urgência e emergência.

Foram habilitados três médicos pediatras e 14 médicos para a área de urgência e emergência. Não houve inscrições para neurologista clínico, neurocirurgião, neuropediatra clínico e angiologista. Os recursos poderão ser impetrados nesta quarta-feira (2), das 9h às 17h, na Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoal, na rua Episcopal (piso Major José Inácio) nº 1.575, no centro.

A secretária de Administração e Gestão de Pessoal, Helena Antunes, acredita que se os médicos que se inscreveram, principalmente os da área de urgência e emergência, aceitarem trabalhar para o município, será possível resolver uma série de questões e até mesmo a possibilidade de abertura de outra UPA.

“Hoje nós temos 90 plantões mensais com mais 14 que se inscreveram no processo seletivo, somam 104, profissionais que podem aditar até mais dois plantões por semana. Isso faria com que um profissional significasse três postos de trabalho. Então a gente tem uma expectativa que se esses profissionais que se inscreveram aceitarem trabalhar, o chamamento que vamos fazer, é viável e possível resolver em parte a questão de pelo menos mais uma UPA aberta. Estamos aguardando a solução definitiva para o concurso público que deverá ocorrer até o final do ano”, explicou Helena Antunes.

Segundo ainda a secretária Helena Antunes, depois da publicação da classificação no Diário Oficial, esgotado o prazo de recursos serão feitas as análises e será publicada no Diário Oficial da próxima sexta-feira, dia 4 de agosto, a classificação final, seguido pela publicação da homologação, para que o secretário de Saúde solicite a convocação dos profissionais.

“Normalmente a convocação se efetiva entre 10 e 15 dias para início dos trabalhos. Se tudo ocorrer dentro da normalidade logo depois do feriado do dia 15 de agosto nos poderemos ter mais médicos de urgência e emergência e pediatras na rede municipal de saúde”, anunciou Helena Antunes.

O secretário municipal de Saúde, Caco Colenci, recebeu com felicidade a adesão de 3 médicos pediatras e 14 médicos na área de urgência e emergência e explicou que os médicos pediatras deverão trabalhar na rede básica de saúde e os 14 médicos deverão dar suporte, aumentar o atendimento na urgência e emergência. “Nós reavaliaremos as escalas com a possibilidade de reabertura de mais uma UPA na cidade”, frisou Colenci.

Segundo o secretário Colenci o concurso público é a regra, o processo seletivo é maneira mais breve de contratação temporária. “Abrimos o credenciamento público, mas não teve adesão dos médicos, agora nós estamos estudando a ata de registro de preços que é outra modalidade de contratação de maneira excepcional para suprir a cidade principalmente na área de urgência e emergência”, disse.

O secretário de Saúde finaliza afirmando que para as especialidades que não houve inscrições a Prefeitura vai intensificar a divulgação para convidar médicos de todo o Brasil para vir trabalhar em São Carlos e completa que para suprir todas às demandas de atendimento das UPAS, seriam necessários 96 plantões médicos. “Basicamente precisamos de 60 médicos que sejam prontos no atendimento, que não faltem aos plantões, para nos dar garantia e a segurança necessária para a abertura de mais duas UPAS: a do Cidade Aracy que é uma sala de estabilização e a UPA do Santa Felícia”, exemplificou.

Salários

A legislação municipal prevê a contratação do pediatra, por 20 horas com salário de R$ 5.219,00 mensais, além de benefícios como 6% de insalubridade, 13º e 14º e todas as vantagens que tem os profissionais efetivos da Prefeitura. O profissional que tiver interesse pode dobrar a carga horária trabalhando até 40h com salário na ordem de R$ 10.800 por mês.

Já o plantonista tem remuneração mensal básica de R$ 3.732,00. Sobre as críticas de que seria um salário baixo a secretária Helena Antunes disse que “parece que é um pouco abaixo do valor de R$ 1.200,00 por plantão, mas não é não. É um plantão por semana, tem assiduidade, tem 13º, 14º, férias, 8% de fundo de garantia, se fizermos as contas dá aproximadamente os R$ 1.200,00 que o RPA recebia”, ponderou.

Deixe uma resposta