SÃO CARLOS | Audiência na Câmara discutiu políticas públicas para pessoas em situação de rua

A Câmara Municipal realizou nesta segunda-feira (9) uma audiência pública para discutir a situação dos moradores de rua na cidade, solicitada pelo vereador Roselei Françoso (Rede) e formalizada por meio do Requerimento nº 1361/17, aprovado por unanimidade em plenário. O evento teve a presença do padre Julio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua da capital paulista.

Doutor Honoris Causa pela PUC-SP, Padre Julio  Lancellotti é diretor da Casa Vida I e II e participa de inúmeras Comissões de Direitos Humanos. Entre os trabalhos de destaque se incluiu sua colaboração na formulação do Estatuto da Criança e do Adolescente. Como vigário episcopal do Povo da Rua da Arquidiocese de São Paulo, está à frente de vários projetos municipais de atendimento à população em vulnerabilidade social.

PARTICIPANTES 

Estiveram presentes os secretários municipais de Cidadania e Assistência Social, Glaziela Marques; de Infância e Juventude, Paulo Wilhelm De Carvalho; de Saúde, Carlos Eduardo (Caco) Colenci, e de Trabalho, Emprego e Renda, Walcinyr Bragatto. Também compareceram Samir Gardini, chefe do Departamento de Coordenação Politico-Institucional da secretaria municipal de governo, Michael Yabuki, comandante da Guarda Municipal, além de vereadores e assessores parlamentares.

Ainda participaram do evento a defensora pública Maria Alice de Oliveira Macedo; o representante do Fórum da População em Situação de Rua, Paulo Júnior; o padre Robson Caramano; o irmão Francisco Ferreira, representante da Comunidade Missionária Divina Misericórdia; o ex-secretário municipal de Educação, Carlos Alberto Andreucci, entre outros representantes de órgãos públicos e instituições relacionadas ao tema discutido.

O padre Julio Lancellotti destacou a necessidade de humanizar a efetivação das políticas públicas para as pessoas em situação de rua. “Uma cidade que se pensa a partir dos mais fracos, é uma cidade mais humana”, disse.

DEMANDAS 

Durante a audiência, Paulo Júnior, do Fórum da População em Situação de Rua, utilizou a tribuna e ressaltou a importância dessa população ser ouvida. Ele apontou diversas demandas como a necessidade de melhorias na Casa de Passagem, o desenvolvimento de políticas intersetoriais e a realização de um censo das pessoas em situação de rua.

Deixe uma resposta