EXCLUSIVO | Muller não será secretário e Marquinho não será líder do Governo Airton Garcia

Informações dão conta de que a bancada de vereadores do PMDB teria se reunido nesta quinta-feira, 19, na Câmara Municipal de São Carlos, com o ex-candidato a prefeito Netto Donato e o ex-presidente da sigla, Eduardo Antonio Teixeira Cotrim, para deliberar sobre possível composição com o atual governo de Airton Garcia.

Após algumas horas de conversa, os peemedebistas decidiram que não farão parte da base de governo da atual administração municipal.

A notícia oficiosa põe fim aos boatos de que o vereador João Muller estaria de malas prontas para assumir a Secretaria Municipal de Obras Públicas, dando vaga para o suplente Ditinho Matheus, e também de que o vice-presidente da Câmara Municipal, Marquinho Amaral, assumiria o papel de líder do governo.

Recentemente, Muller publicou em sua página no Facebook, que estaria vendendo o seu estabelecimento comercial para assumir “novos compromissos na vida pública”. A notícia ensejou diversos boatos de que o vereador estaria de “namoro” com Airton Garcia e deixaria o Legislativo.

Em junho desse ano, Cotrim já havia divulgado que o PMDB não participará do governo municipal do prefeito Airton Garcia. “O PMDB continuará defendendo o interesse público votando favorável em todas as matérias de interesse do povo de São Carlos”, disse naquela época, o político.

Na sessão da última terça-feira, Marquinho Amaral criticou a gestão de Airton Garcia. “No passado, eu avisei que o trem estava descarrilando. Agora, volto a avisar: Airton Garcia abra os olhos com alguns de seus assessores. Formou-se uma corriola de cinco ou seis assessores que só sabem perseguir, pedirem a cabeça de aliados políticos, humilharem servidores públicos. Enquanto isso, temos problemas com a merenda, os uniformes que não foram distribuídos, a licitação do transporte público que não é lançada na praça. As coisas não estão boas”, desabafou Marquinho Amaral.

Deixe uma resposta