IBATÉ | Manoel foi morto por engano; acusado foi preso pela Polícia Civil

A Polícia Civil de Ibaté  prendeu na manhã desta segunda-feira, 20, um dos indivíduos acusado de ter praticado o homicídio contra o jovem Manoel Alexandre de Oliveira Pereira , no último dia 28 de outubro, na cidade.

As investigações, que foram comandadas pelo delegado titular Dr. Wilton Gonçalves Garcia Filho, chegaram na identificação dos indivíduos reponsáveis pelo crime e, após solicita a prisão temporária dos acusados, um deles acabou sendo preso hoje. Os demais ainda não foram encontrados pela Polícia.

Segundo o apurado até o momento, houve erro quanto a pessoa que acabou sendo assassinada. “A intenção, na verdade, era praticar o homicídio contra um outro indivíduo com antecedentes criminais, também na prática deste crime, porém, o jovem Manoel foi confundido e morto por engano”, contou a Polícia.

Os investigadores conseguiram identificar os autores pela prática de uma tentativa de homicídio anterior, ocorrido no dia 15 de outubro do corrente ano, em que a vítima foi atingida por dois tiros.

Nesta tentativa, um dos coautores, acusados de atentar contra Manoel, foi identificado como o autor dos disparos.  Em tal crime, também  ocorreu o erro de pessoa, ou seja, a vítima do dia 15/10, também foi atingida por engano.

O investigador policial Adegas Martinelli informou que, ao contrário do que foi divulgado por alguns  meios de comunicação, não se tratou de disputas entre facções criminosas, mas de um acerto de contas, porém, dois inocentes acabaram sendo envolvidos.

O delegado Dr. Wilton conta que o homicídio que vitimou Yuri M.A. Santos, ocorrido em 11 de outubro, também foi esclarecido,  porém,  não serão divulgadas maiores informações para não atrapalhar as investigações.

Foram encontrados, ainda, na residência do acusado, que foi preso na manhã  de hoje, duas armas, sendo um revólver e uma espingarda. O acusado foi recolhido à Cadeia Pública de São Carlos.

A execução 

Manoel de Oliveira Pereira, de 19 anos, foi executado no bairro Jardim América, na noite do dia 28 de outubro, ao deixar o trabalho. Ele estava de bicicleta pela rua Santa Rita do Passa Quatro, quando foi surpreendido pelos criminosos que lhe deram um tiro na nuca.

A vítima foi socorrida, ainda com vida, ao Hospital Municipal Herminia Morganti, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes de entrar no local.

Deixe uma resposta