INTERNACIONALIZAÇÃO | Aeroporto de São Carlos receberá R$ 2 milhões para melhorias da infraestrutura

Termo de Compromisso assinado entre o DAESP e o Governo Federal prevê conclusão das obras em 12 meses

São Paulo, 20 de dezembro de 2018. O Aeroporto Estadual Mario Pereira Lopes, de São Carlos, administrado pelo Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (DAESP), receberá R$ 2 milhões em investimentos para melhorias de infraestrutura. A verba será destinada às obras por meio de um Termo de Compromisso assinado nesta terça-feira, 19, entre o Governo Federal e o órgão estadual.

A cerimônia, no Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, contou com a presença do ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Moreira Franco, do ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, do secretário nacional de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, do superintendente do DAESP, Fábio Calloni e do prefeito de São Carlos, Airton Garcia Ferreira.

Investimentos

O Termo de Compromisso prevê o valor de R$ 1,8 milhão liberado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e mais R$ 200 mil investidos pelo DAESP. Os recursos serão liberados conforme o cumprimento das etapas previstas no Plano de Trabalho que será apresentado pelo órgão estadual.

Serão executados serviços de reparo, alargamento da pista de táxi e revitalização da sinalização vertical e horizontal do aeroporto. A previsão é de que, depois de iniciadas, as obras sejam concluídas em 12 meses.

Internacionalização

A Agência Nacional de Aviação Civil expediu neste mês de dezembro, uma portaria designando o local como “aeroporto internacional”. Assim, o órgão federal autoriza o aeródromo a operar “serviços aéreos privados destinados à entrada ou saída de aeronaves procedentes do exterior ou a ele destinados, para serem submetidas à prestação de serviços de manutenção e reparo”.

O aeroporto de São Carlos é o primeiro da rede do DAESP a receber operações internacionais. A internacionalização eliminará a necessidade de nacionalização para voos “ferry” destinados ou originados em São Carlos, o que implicava na obrigatoriedade de mais um pouso em outro aeroporto internacional. Atualmente, a prestação de serviços de manutenção e reparos de aeronaves é a principal motivação para a operação de aeronaves de grande porte no aeroporto.

Estatísticas

O Aeroporto Estadual de São Carlos opera com aviação geral (executiva), além de atender empresas com foco na manutenção de aeronaves. Em 2016, foram registrados 1.156 embarques e desembarques e 2.138 pousos e decolagens, e de janeiro a outubro de 2017, 998 embarques e desembarques e 1.778 pousos e decolagens. A expectativa do DAESP é que o aeroporto receba o primeiro voo internacional em fevereiro de 2018.

O aeródromo integra a rede do DAESP, que administra 21 aeroportos no Estado. Deste total, 15 atendem a aviação geral (executiva, táxi-aéreo e aerodesportivo) e seis operam com aviação regular (comercial).

Deixe um comentário