SÃO CARLOS | Delegado da DIG acredita que população não está preparada para ter arma de fogo

O delegado títular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de São Carlos, Gilberto de Aquino, acredita que a população brasileira não está preparada para andar armada pelas ruas e que tragédias podem acontecer caso pessoas despreparadas andem com arma de fogo.

Gilberto de Aquino afirma que as pessoas não estão preparadas para ter uma arma na mão. “Eu acredito que a população não está preparada para utilizar arma de fogo, eu acho que o desarmamento foi bem coerente, foi uma regra que veio para inibir o crime e nós sabemos que se a população se armar, ela não vai se defender em nada”, comentou o delegado. 

Segundo o delegado, as Polícias Civil, Militar e Federal, já andam armadas e tem o preparo para atuar em caso de necessidades e em ação de surpresa de marginais e operações de risco. Já o cidadão não tem todo este preparo, não vive isto no dia a dia, e isto é um grande engano. O delegado ainda diz que a arma nas mãos de uma pessoa do bem em um acidente de trânsito sem vítimas acaba fazendo com que um deles se encoraje e tragédias podem ocorrer. “Não é armando pessoas que vai se conseguir diminuir a violência nesse país, nós temos que tirar o armamento de quem não tem que ter armamento, dos bandidos, dos criminosos, das organizações criminosas, e quem tem que andar armada são as Polícias, as Forças Armadas, o Exército, pois estão preparadas”, comentou. 

Durante a entrevista, Gilberto de Aquino deu um exemplo para as pessoas pensarem melhor sobre o armamento. “Vou dar um exemplo, imagina um professor do primário, que ensina crianças da 1ª série até a 4ª série, onde ensina os princípios, os valores, enfim, apesar da família ensinar, ele reforça, aí de repente, o Zézinho sai no intervalo, começa a discutir com o Joãozinho e pega um pedaço de madeira para agredir o Joãozinho, o que o educador vai fazer nessa situação? Vai dar outro pedaço de madeira para ele atacar o Zézinho ou vai tirar o pedaço de pau do Zézinho? Então é isso que nós temos que pensar”, observou.

Discussão:

Algumas pessoas e até autoridades discutem a revogação do Estatuto do Desarmamento, lei 10.826/03, que controla a venda, o transporte, o porte, a posse de armas e munições. Em alguns casos em que a pessoa é flagrada com armas com numeração raspada, ou adulterada, ou munições e armas de calibres restritos, ela é presa em flagrante e perde o direito de pagar a fiança para responder pelo crime em liberdade.

Atualmente, uma pessoa pode ter seis armas de uso restrito e comprar 50 munições por ano para cada arma e comprovar a compra junto a Polícia Federal. A idade mínima para comprar uma arma é de 25 anos. O registro da arma vale por três anos, tem validade e licença para o porte para andar com a arma carregada, algumas categorias e pessoas quem comprovar aptidão técnica e psicológica.

Índices:

Mortes causadas por uma simples discussão no trânsito são consideradas de motivação fútil pela Justiça Criminal e representam 83% dos assassinatos em algumas cidades brasileiras, onde um dos envolvidos nas discussões estariam portando uma arma de fogo. 

Um estudo envolvendo armas de fogo nas mãos de pessoas do bem no Brasil, mostra que no momento dos assaltos, onde vítimas reagiram aos crimes com armas de fogo, 27% conseguiram evitar os crimes, 26% saíram feridas e 46% foram executadas pelos ladrões que até em alguns casos levaram as armas que as vítimas teriam usado para reação. 

Os números mostram que 87% das armas usadas em crimes de homicídios foram fabricadas no Brasil.

5 thoughts on “SÃO CARLOS | Delegado da DIG acredita que população não está preparada para ter arma de fogo

  1. Senhores o pensamento desse senhor não reflete qualquer anseio de uma população, se ele não gosta da idéia da população armada ele deveria estar desarmado e não é o curso de três meses na academia de policia que o candidata a ter uma arma, e o restante dos dados são pura desinformação, mesmo porque no Brasil só oito por cento dos homicídios se se chega ao autor deste, por isso as afirmações em sua reportagem são pura credendice.

  2. Então os bandidos estão preparados e a população não. Ladrões que são analfabetos e drogados, estão com fuzis, pessoas de bem sem armas. A Polícia faz um péssimo serviço e por isso o crime se organizou, fora a corrupção. Então tem que armar o povo, que vai melhorar a segurança.

  3. Isso mesmo a.populaçao não está preparada .e não vai ficar nunca .se não liberar as armas pra os.cidadoes de bem .toda pessoa tem o direito de proteger a sim mesmo é a sua família . infelizmente tivemos a chance de mudar isso é votaram contra o.porte de arma civis .

Deixe um comentário