POLÍTICA | Deputado estadual Julio Cesar preside sessão ordinária na Alesp

Após 20 anos, um parlamentar são-carlense volta assumir a frente dos trabalhos de uma sessão na Assembleia Legislativa. O deputado estadual Julio Cesar (PR) presidiu na tarde desta quinta-feira, 21, a sessão ordinária da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp).

Na terceira semana de um mandato curto – apenas quarenta dias – Julio falou da alegria de ocupar a presidência do Legislativo paulista. “Satisfação muito grande de estar na presidência da maior Assembleia Legislativa da América Latina. Sem dúvidas nenhuma, uma honra muito grande”, relatou.

O parlamentar fez questão de lembrar-se de deputados são-carlenses que alcançaram destaque na política estadual e nacional. “Tivemos são-carlenses natos, como é caso do ex-deputado estadual Vicente Botta, que ocupou a presidência dessa Casa por duas vezes e também o deputado federal Ernesto Pereira Lopes, que foi presidente da Câmara dos Deputados e, oportunamente, chegou a ocupar o cargo de presidente da República”, lembrou.

O deputado Orlando Bolçone (PSB) elogiou o trabalho realizado pelo representante da região central, na Assembleia. “Saudar o presidente, deputado Julio César, que chega nessa casa com o mesmo porte dos são-carlenses que por aqui passaram: Ernesto Pereira Lopes e o Vicente Botta. É uma honra tê-lo nessa Casa, sabendo que o mais importante do período de tempo é a profundidade do trabalho, que é o que vossa excelência está desenvolvendo aqui”, relatou.

Julio Cesar agradeceu as palavras de Bolçone e compartilhou a felicidade de presidir a sessão da Alesp. “Isso me dá muito orgulho e gostaria de compartilhar esse momento tão especial na minha vida, com minha família e com as pessoas que fazem parte do meu cotidiano, da minha história política”, finalizou o deputado.

Legislativo Paulista

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) elabora e aprova leis estaduais para os mais de 43 milhões de paulistas e cuida, com seu órgão auxiliar, o Tribunal de Contas do Estado, da fiscalização dos atos do Poder Executivo. Atualmente é composta por 94 deputados eleitos para um mandato de quatro anos.