IBATÉ | Amigos prestam a última homenagem ao investigador Paulinho Pellegrini

Policiais Civis e Militares e a Guarda Municipal de Ibaté prestaram a última homenagem ao colega Paulo Fernando Pellegrini, de 57 anos, que morreu na madrugada desta terça-feira, 30, vítima de um infarto.

Paulinho era investigador da Polícia Civil há mais de 30 anos e estava prestes à se aposentar. Pessoa de pouca conversa, mas de um coração imenso, foi um dos primeiros funcionários e trabalhou ao lado de diversos delegados na Delegacia de Polícia de Ibaté.

Paulinho [à direita] estava prestes à se aposentar

Bastante abalado, o delegado titular Gilberto Aquino comentou sobre a morte do companheiro de trabalho. “A cidade de Ibaté perdeu, nós perdemos, enfim. Um excelente profissional, amigo e filho. Uma pessoa de bem. Infelizmente, o bons estão indo embora muito rápido”, comentou.

Gilberto revelou que Paulinho estava prestes à se aposentar. “Ele me disse: ‘doutor, enquanto o senhor estiver como delegado aqui na cidade, vou continuar trabalhando ao seu lado’. Pessoa jovem, enfim. Estamos muito abalados”, afirmou.

O sargento da Polícia Militar, R. Neto, também falou sobre o falecimento. “A Polícia Militar se sensibiliza, juntamente com a Polícia Civil, por se tratar de um policial capacitado, que conhecia o pessoal de Ibaté há mais de 20 anos. Então, prestamos essa última homenagem ao Paulo, que todos os dias recebia as nossas ocorrências”, disse.

O comandante da Guarda Municipal, Vitor Reis, recebeu a notícia com muita tristeza. “Tínhamos um contato muito próximo com o Paulinho. A gente está lá [na Delegacia], diariamente, para ajudar nos inquéritos. Foi uma perda lamentável que a Polícia Civil e a cidade de Ibaté teve na data de hoje”, contou.

Paulinho era casado com a Sra. Elaine Cristina Luz Alves Pellegrini. Deixa a esposa e demais familiares.