Veja aqui dicas importantes para viajar com segurança nestas férias de julho

Para garantir que o período de descanso, para pais e filhos, seja seguro e livre de contratempos, a EcoNoroeste preparou algumas recomendações

 

As férias de julho finalmente chegaram. Será um mês de muita alegria para as crianças e de certa apreensão para os pais. Toda família tende a buscar uma nova rotina para descansar e, ao mesmo tempo, entreter os pequenos. Quando este planejamento inclui viagens, alguns cenários precisam ser avaliados. A EcoNoroeste, sempre comprometida em promover experiências seguras e sustentáveis, separou algumas dicas de segurança.

“O veículo que for transportar sua família nestas férias tem que estar em condições ideais para garantir segurança e tranquilidade, evitando que um imprevisto possa atrapalhar o passeio. Antes da viagem é importante realizar a manutenção preventiva, ajustar os sistemas essenciais do veículo – como suspensão, freios e pneus (inclusive o estepe) –, fazer o alinhamento e o balanceamento dos mesmos, verificar o óleo e a água do radiador e do para-brisa”, afirma Luiz Tavares, gerente de Atendimento ao Usuário da concessionária.

Confira algumas importantes dicas de segurança para as férias:

  • Sono + fadiga = fique longe do volante

Se você estiver com sono e cansado, não dirija. Mesmo se sentindo apto a dirigir, qualquer desatenção ou uma piscada de olho mais demorada pode ser fatal nas rodovias. É essencial dirigir sem cansaço ou sono. Se parar para comer, opte por alimentos leves e frescos.

Caso precise “esticar o corpo”, tomar uma água ou café, a dica é parar em uma das 14 bases do SAU (Serviço de Atendimento ao Usuário) ao longo das rodovias administradas pela EcoNoroeste. Lá há uma infraestrutura que pode ser utilizada gratuitamente, como banheiros, estacionamento com área segura para descanso, internet via wi-fi, fraldário, água, café, socorro mecânico, atendimento pré-hospitalar e carregadores gratuitos para veículos híbridos e elétricos.

Cinto de segurança

É necessário reforçar o uso do cinto de segurança. Parece preocupação desmedida, mas a ansiedade para viajar logo e aproveitar todos os momentos de folga pode causar esquecimentos básicos, como, por exemplo, a colocação do cinto de segurança, principalmente, em quem vai no banco traseiro.

Para as famílias que viajarão com crianças, um alerta importante é o uso obrigatório de cadeirinhas e assentos elevados. Caso esteja sem o equipamento de segurança, o condutor pode ser multado pela Polícia Militar Rodoviária (PMRv) – pois o Código de Trânsito Brasileiro (CTB) considera infração gravíssima, com perda de 7 pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – e estará sujeito à medida administrativa, com a retenção do veículo até a solução do problema.

Vale lembrar que para cada faixa etária há uma recomendação específica. O bebê-conforto deve ser usado apenas por crianças até 1 ano de idade ou com até 13 kg. A partir daí e até os 4 anos (9 a 18 kg), a criança pode ser transportada em cadeirinhas. O assento de elevação passa a ser usado de 4 a 7 anos e meio (15 a 36kg) e para crianças acima de 7 anos e meio, mas com menos de 1,45 m de altura. O cinto de segurança do veículo só começará a ser usado por crianças maiores de 10 anos ou com altura superior a 1,45m.

Quem viaja com pets também deve seguir regras de segurança. A primeira dica é nunca transportar os animais soltos no veículo. Cães e gatos, por exemplo, devem estar de peitoral, guia adaptada ou caixas específicas de transporte individuais para fixação ao veículo. Para os pets maiores há um cinto de segurança especial e a grade de segurança, que é colocada entre os bancos traseiro e dianteiro, impedindo o animal de interagir e distrair o motorista.

Limites de velocidade

Respeitar os limites de velocidade das vias é fundamental tanto para os motoristas experientes, que estão sempre nas rodovias, como para os que utilizam o trecho eventualmente. A segurança deve vir antes da pressa em chegar ao destino final.

Não esqueça

● Cheque se os retrovisores estão na posição correta.

● Ajuste o banco de forma confortável.

● Mantenha distância do veículo da frente.

● Deixe livre, sempre que possível, a faixa da esquerda, que é de ultrapassagem.

Meios de pagamento

Os motoristas que trafegam pelos trechos da EcoNoroeste podem efetuar o pagamento dos pedágios com cartões de crédito e débito por aproximação. Para aqueles que utilizam TAGs de pagamento automático, há 5% de desconto. Para carros de passeio que usam TAG e circulam com frequência pelo trecho, os descontos são progressivos e podem ser bem maiores por conta do DUF (Desconto de Usuário Frequente).

E antes de viajar, saiba que a EcoNoroeste divulga, semanalmente, a programação das principais melhorias nas rodovias Washington Luís (SP-310), Brigadeiro Faria Lima (SP-326) e Carlos Tonani, Nemésio Cadetti, Laurentino Mascari e Dr. Mário Gentil (SP-333). Essas intervenções são realizadas para manter as condições de segurança viária ao longo do trecho sob concessão.

Os usuários devem atentar-se à sinalização, reduzir a velocidade ao se aproximar das obras, manter distância segura dos veículos da frente, do maquinário e dos trabalhadores. O cronograma pode sofrer alterações devido a condições climáticas e operacionais. Em caso de dúvidas, entre em contato com os canais oficiais de comunicação:

Instagram: @_econoroeste

Site: www.econoroeste.com.br

WhatsApp: 0800-326-3663.

Sobre a EcoNoroeste

A EcoNoroeste é a nova concessão do grupo EcoRodovias. Responsável pela administração de cinco rodovias no interior paulista, a empresa iniciou seu trabalho em 1º de maio, com a operação das rodovias Washington Luís (SP 310), Brigadeiro Faria Lima (SP 326) e Carlos Tonani, Nemésio Cadetti, Laurentino Mascari e Dr. Mario Gentil (SP 333) e, em 2025, assumirá outros 158 quilômetros de estradas. O trecho compreende um importante corredor logístico para o transporte de produtos agropecuários e de fertilizantes.

Sobre a EcoRodovias

A EcoRodovias é a operadora com maior extensão de malha rodoviária do país. Controlada pelo Grupo ASTM, atualmente administra 11 concessões de rodovias, que somam 4,7 mil quilômetros de extensão em oito estados nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste, Norte e Nordeste. A companhia está presente em corredores rodoviários de escoamento da produção agrícola e industrial, bem como em relevantes eixos turísticos do país. Com o objetivo de contribuir para o desenvolvimento sustentável, a EcoRodovias mantém metas para alcançar novos patamares em reduções nas emissões de CO2, segurança, diversidade, equidade e inclusão. Como resultado de suas práticas, a empresa integra importantes carteiras da B3 relacionadas a práticas ESG, tais como índices de Sustentabilidade, Diversidade e Governança. Para mais informações, acesse www.ecorodovias.com.br.