NOVIDADE | Prefeitura prepara programa modelo de educação para o trânsito

 

A Prefeitura de São Carlos está preparando um grande programa de educação para o trânsito que será desenvolvido na rede municipal e estadual de ensino da cidade. O objetivo é preparar, educar e conscientizar crianças e jovens para um trânsito mais seguro.

Segundo dados do Ministério da Saúde, apenas em 2014, em todo Brasil, foram gastos no SUS R$ 244 milhões em internações por causa de acidentes de trânsito. “Nós temos 40 mil mortes no trânsito todos os anos. Impacta na previdência social, no pagamento das pensões; destrói muitas famílias que acabam perdendo seus entes queridos; a despesa na saúde é muito alta! Quase 60% das UTIs no Brasil estão ocupadas com acidentados de trânsito”, afirmou o Ministro da Saúde, Ricardo Barros, no lançamento da Operação Rodovia, em dezembro.

Com números tão alarmantes, é necessário desenvolver uma ação em conjunto. “Os acidentes de trânsito impactam diversas áreas. Por isso, vamos integrar trânsito, educação, saúde e comunicação. Quando eu falo com crianças e adolescentes, eu levo a informação para as famílias”, disse Mateus Aquino, secretário de Comunicação.

O programa será desenvolvido ao longo do ano, além das secretarias são parceiros a Diretoria Regional de Ensino, Arteris e outras instituições da sociedade civil. “Vamos atingir 35 mil alunos. Será realizada uma série de atividades e em setembro, que é o mês da segurança no trânsito, haverá uma semana especial para finalizar o trabalho”, afirmou Coca Ferraz, secretário de Transporte e Trânsito.

Na rede municipal de ensino, o programa vai envolver todos os alunos. “Vamos orientar as crianças sobre a importância de um trânsito seguro. O trabalho começa pelas Emebs, depois iremos para os Cemeis com um projeto mais lúdico que atinja também os pais. Será um grande trabalho de conscientização sobre a necessidade e a importância de que nós temos que respeitar as leis de trânsito”, afirmou Nino Mengatti, secretário de Educação.

Para a Dirigente Regional de Ensino, Débora Gonzalez Costa Blanco, a proposta do programa é inovadora ao focar, também, os alunos do ensino médio. “Nós vamos trabalhar com as crianças do primeiro ao quinto ano, mas vamos priorizar o ensino médio. Esses alunos serão os futuros motoristas, logo estarão participando do trânsito. Então, a gente pretende despertar essa conscientização, esse respeito à vida, esse respeito ao trânsito, para ter uma sociedade melhor, uma vida mais tranquila”, afirmou Débora.

A Arteris é um dos parceiros do Programa. A Instituição trará ao grupo a experiência de muitas campanhas realizadas em prol da segurança no trânsito. “Essa mobilização é muito importante, porque a segurança no trânsito é algo muito relevante. É bom ver um grupo tão empenhado, isso é de extrema importância para despertar um comportamento diferenciado para a valorização da vida, da segurança, educação e respeito com o próximo”, afirmou Raquel Fernandes, analista do Projeto Escola Centrovias – Arteris.

O Programa deve ser lançado em maio e segundo Coca Ferraz, com ele começa a construção de um trânsito mais seguro. “Precisamos conscientizar todas as pessoas, sejam eles crianças, jovens ou adultos. Vamos trabalhar para construir um trânsito mais seguro. Nosso objetivo é ter em São Carlos um modelo de educação para o trânsito”.

Deixe uma resposta