DIA DA MULHER | Prefeitura de Ibaté realiza homenagem às mulheres nesta quarta

A Prefeitura de Ibaté, por meio da Biblioteca Pública Municipal “Comendador Nello Morganti”, realizará nesta quarta-feira (8), no Centro Comunitário “João Baptista Lopes”, a partir das 16h, uma justa e digna homenagem às mulheres do município, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, comemorado no dia 8 de março.

De acordo com a bibliotecária Ana Maria Guaratini Ibelli, a Teca, o evento teve início no ano de 2010 com a Exposição “Mulher Vencedora”, e neste ano de 2017 chega a oitava edição.

Neste ano serão homenageadas oito mulheres, profissionais ou não, sendo uma metalúrgica aposentada, uma monitora de artesanato, uma fisioterapeuta, uma dona de casa, uma trabalhadora rural, uma funcionária pública Municipal aposentada, uma enfermeira e uma da administração.

“Será uma homenagem a algumas moradoras do município, que representarão todas as mulheres guerreiras, pois cada uma delas tem uma história que mostra o quanto são vencedoras. Elas simbolizam a luta, a vitória e suas conquistas alcançadas na sociedade, provando definitivamente que não existem distinções de sexo quando o assunto é o desenvolvimento humano”, comentou a bibliotecária.

Teca declara ainda que a mulher do novo milênio ensina como é possível exercer lideranças sem machismos ou autoritarismos, e com isso a Biblioteca Pública Municipal armazena essas histórias, com essas informações fazem parte da história de Ibaté.

O prefeito José Luiz Parrella (PSDB), o Zé Parrella, destaca que é uma homenagem justa e que as mulheres exercem um papel muito importante na sociedade. “Uma justa e digna homenagem as nossas mulheres, as quais parabenizo e deixo meu agradecimento pelo carinho e zelo com que tratam a todos, cuidando e se preocupando sempre com o bem estar e segurança de seus familiares, além do merecido reconhecimento que vem alcançando cada vez mais no mercado de trabalho”, observou o chefe do Executivo.

HISTÓRIA

O Dia Internacional da Mulher tem como origem as manifestações das mulheres russas por melhores condições de vida e trabalho e contra a entrada da Rússia na Primeira Guerra Mundial. Essas manifestações marcaram o início da Revolução de 1917.

Entretanto a ideia de celebrar um dia da mulher já havia surgido desde os primeiros anos do século XX, nos Estados Unidos e na Europa, no contexto das lutas de mulheres por melhores condições de vida e trabalho, bem como pelo direito de voto.

O Dia Internacional das Mulheres e a data de 8 de março são comumente associados a dois fatos históricos que teriam dado origem à comemoração. O primeiro deles seria uma manifestação das operárias do setor têxtil novaiorquino ocorrida em 8 de março de 1857, segundo outras versões em 1908. O outro acontecimento é o incêndio de uma fábrica têxtil ocorrido na mesma data e na mesma cidade. Não existe consenso entre a historiografia para esses dois fatos, nem sequer sobre as datas, o que gerou mitos sobre esses acontecimentos.

ORIGEM

A ideia da existência do dia Internacional da Mulher surge na virada do século XX, no contexto da Segunda Revolução Industrial e da Primeira Guerra Mundial, quando ocorre a incorporação da mão-de-obra feminina, em massa, na indústria. As condições de trabalho, frequentemente insalubres e perigosas, eram motivos de frequentes protestos por parte dos trabalhadores.

Mulheres homenageadas:

Ana Hilda de Souza – Metalúrgica Aposentada

Brasilina Rodrigues Carlino – Monitora de Artesanato

Márcia Cristina Dias Zafalão Baptistella – Fisioterapeuta

Maria Amélia Milori Baccarin – Dona de casa

Maria Aparecida Fumagale Macêdo – Administração

Maria Madalena de Oliveira Franco – Trabalhadora Rural

Maria Neide Novelli Grasiano – Funcionária Pública Municipal Aposentada.

Marli Magda Monte Lattaro – Enfermeira

Deixe um comentário