SOLIDARIEDADE | Amigos lançam campanha #ForçaTati para arrecadar recursos

Tatiana Sarmanho necessita urgente de um transplante de medula óssea; ela já conseguiu o doador

A jovem Tatiana Sarmanho, de 32 anos, está necessitando da ajuda da população de São Carlos e região para poder comemorar muitos anos de vida e, em especial, cuidar de sua pequena recém-nascida, Beatriz.

Tati necessita urgente de um transplante de medula óssea e já conseguiu um doador compatível, porém, ela precisa fazer o processo em Curitiba e o custo é muito alto (mais de R$ 75 mil) e esperar pela rede pública é praticamente impossível.

A jovem tem um grande problema e precisa da ajuda de muita gente. Em meados do ano passado, com 12 semanas de gestação, Tati desconfiou que o linfoma T (CD3+) poderia estar de volta – há seis anos ela tinha passado por um tratamento.

A recidiva da doença se confirmou com 4 meses de gravidez. A situação era grave para Tati, porém, ela buscou alternativas: conversou com a equipe médica – hematologista e obstetra – e conseguiu iniciar um tratamento de quimioterapia “mais leve”.

O desafio era impedir o progresso da doença sem prejudicar o bebê.

Ocorre que no meio do processo houve infiltração do linfoma no apêndice e ela precisou operar. O médico fez a cirurgia com Beatriz na barriga. Tudo deu certo.

Até que em fevereiro desse ano, uma infecção surgiu. Tati adquiriu insuficiência cardíaca e precisou fazer o parto com 32 semanas de gestação. Graças a DEUS, Beatriz nasceu saudável, mas Tati permaneceu na UTI.

Surgiram novos focos da doença e ela tomará a última quimioterapia em abril. Mas será a última.

Tatiana Sarmanho é de Recife, mas tem vários parentes na cidade de São Carlos. Ela conseguiu um doador – “um anjo que caiu do céu”, segundo ela – mas a fila no Hospital das Clínicas de Curitiba é para daqui há quase dois anos.

Seu corpo não aguenta mais esperar. A única esperança é o transplante. A outra opção é a equipe do HC fazer o procedimento particular no Hospital Nossa Senhora das Graças.

A cirurgia e a internação são muito caras, sem contar as medicações (passa dos R$ 25 mil). “Que Deus, os amigos, familiares ou qualquer um que queira estender a mão, ajudem a nossa jovem mãe a permanecer na sua jornada na Terra. É muito difícil vencer uma doença silenciosa, que ao mesmo tempo é gritante. Porém, aos 32 anos, o nosso apelo para o mundo é apenas um: AJUDE TATI A VIVER!”, escreveram os amigos de Tati.

Familiares e amigos lançaram a campanha #ForçaTati no site Vakinha.com.br (https://www.vakinha.com.br/vaquinha/forcatati).

Caixa Econômica

AG: 2719

CC: 100249-6

OP: 013

CPF: 056172454-73

Ou

Bradesco

AG: 3201

CC (POUPANÇA): 1018327-8

NOME: Tatiana Santos Sarmanho

Deixe uma resposta