ENCONTRO | Governador Geraldo Alckmin se reúne com Rajoy, presidente da Espanha

O governador Geraldo Alckmin se reuniu na manhã desta terça-feira (25/4) com o presidente da Espanha, Mariano Rajoy. As relações bilaterais, o cenário político brasileiro e oportunidades de investimento no Estado foram temas abordados no encontro.

“Os investimentos espanhóis no Brasil, especialmente em São Paulo, são crescentes. Telefonia, banco, seguros, construção, ferrovia, rodovias, são investimentos importantíssimos”, comentou Alckmin, destacando um possível futuro acordo entre o Mercosul e a União Europeia.

Rajoy cumpre duas agendas em São Paulo. Nesta segunda-feira (24/4), participou do Fórum Espanha-Brasil, com a entrega do Prêmio Anchieta, no qual o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi homenageado.

Nesta terça-feira (25/4), Rajoy, além da reunião com o governador, fez a abertura do encontro empresarial Espanha-Brasil para cerca de 150 representantes de empresas espanholas e brasileiras, em que discutiram novas parcerias nos setores de infraestrutura, transporte, indústria aeronáutica e economia digital.

“Temos em São Paulo uma comunidade enorme de espanhóis, são mais de meio milhão de pessoas. A cidade de Santos era chamada de Barcelona brasileira. Então é uma alegria estar aqui com o presidente. Tenho certeza de que vamos ter mais investimentos da Espanha no Brasil”, enfatizou o governador, relacionando a economia do país europeu à brasileira. “A Espanha também passou por um período difícil, mas está crescendo, e o Brasil também está recuperando sua economia”, disse.

Segundo dados da Câmara de Comércio da Espanha no país, 55,4% das empresas de capital espanhol devem aumentar seus investimentos no Brasil entre 2017 e 2018. No começo deste ano, a responsável pela Unidade de Parcerias Público-Privadas (PPPs) do Estado, Isadora Cohen, apresentou o novo modelo de concessão de rodovias paulistas para aproximadamente 60 investidores espanhóis na Câmara comercial espanhola.

Histórico de visitas

A mais recente visita de uma autoridade espanhola a São Paulo foi em setembro do ano passado. Na ocasião, o vice-governador Márcio França reuniu-se no Palácio dos Bandeirantes com o secretário de Comércio do Ministério da Economia e Competitividade da Espanha, Jaime Ciacía-Legaz Ponce. “Foi um encontro de estreitamento de relações com a discussão de oportunidades de negócios e possibilidades de parcerias”, afirmou Ana Paula Fava, chefe da Assessoria Especial para Assuntos Internacionais (AEAI) do Governo do Estado de São Paulo.

Comitivas

Acompanham o governador Geraldo Alckmin o secretário de Governo, Saulo de Castro Abreu Filho, a assessora especial para Assuntos Internacionais, Ana Paula Fava, a embaixadora-chefe do Eresp (Escritório do Ministério de Relações Exteriores em São Paulo) Débora Barenboim-Salej e o embaixador do Brasil em Madrid, Antonio Simões.

Pela delegação da Espanha, participam do encontro com Alckmin o embaixador da nação no Brasil, Manuel de La Cámara, o secretário de Estado e diretor de gabinete, Jorge Moragas, a diretora do Escritório Econômico, Eva Valle, a secretária de Comunicação, Carmen Martinez Castro, o secretário de Cooperação Internacional para a Iberoamérica, Fernandó García Casas e o diretor do Departamento Internacional, Bernardo Sicart.

São Paulo e Espanha

Desde 1999, São Paulo e Espanha assinaram 11 acordos de cooperação, que contemplaram principalmente os setores de Saneamento, Educação e Pesquisa e Desenvolvimento.  O último acordo estabelecido entre as regiões foi em 2013 e teve por objetivo compartilhar com o Estado o conhecimento e a experiência no Sistema Integrado de Gestão Municipal (SIGM) da Espanha.

A grande maioria dos estimados 15 milhões de descendentes de espanhóis no Brasil reside em São Paulo.  Durante a Guerra Civil Espanhola, o número de espanhóis que migrou para São Paulo cresceu significativamente.

Deixe uma resposta