IBATÉ | Profissionais da Saúde respondem agressões verbais do vereador Marino Motos

O médico plantonista do Hospital Municipal de Ibaté, Dr. Cesar Augusto Esteves, fez questão de responder às críticas do vereador Luis Marino da Silva (PSDB), feitas durante a sessão ordinária da última segunda-feira, 10.

Dr. Cesar relatou que o hospital atua com dois médicos por plantão, os quais se dividem para atender: os pacientes no consultório do SMU (Serviço Médico de Urgência); as emergências e urgências que chegam ao local; suturas; gestantes que necessitam de atendimento em sala separada; além dos encaminhamentos de pacientes mais graves.

“O vereador chega e vê que só tem um médico, acha que o outro está passeando, dormindo ou descansando, isso não corresponde com a realidade. Há uma divisão de serviço. Se o plantão está tranquilo, vou ali tomar uma água e já volto, como qualquer local onde são dois profissionais da mesma competência”, afirmou.

O médico também respondeu ao questionamento do vereador, em relação aos exames de pressão arterial e retorno ao trabalho. “De fato, isso denota ignorância e despreparo por parte do vereador que está fazendo esses comentários. Por motivos óbvios, uma vez que não cursou medicina, o vereador não entende o que é a fisiopatologia da doença. Nós médicos estudamos para tratar as mais variadas doenças e enfermidades e sabemos quais os pacientes que podem e os que não podem retornar ao trabalho. Segundo o medico,hipertensão ( pressão) é uma doença crônica, cujo o procedimento medico é estabilizar a pressão do paciente, feito esse procedimento, ele está apto para fazer qualquer coisa, assim como um diabético ou alguém com uma crise asmática, que sai daqui respirando, sorrindo feliz da vida”, explicou.

Sobre os encaminhamentos, também criticados pelo vereador, o plantonista esclareceu que, mais uma vez, o vereador Marino se mostra despreparado para a função, pois é preciso tomar todo cuidado necessário. “Não podemos transformar o pronto-socorro em fura fila de encaminhamentos, porque está cheio de gente que faz a coisa certa e a maioria dos pacientes adotam o procedimento correto, ou seja, primeiro passam pelas UBS e, em último caso, recorrem ao pronto atendimento. Atendemos aqui no pronto socorro, quase 1% da população por dia. Baseado nessa estatística, que são quase 370 consultas por dia, imagina se a gente encaminhar todos esses pacientes para o especialista??? É coisa de louco! Simplesmente vamos esvaziar toda rede básica”, afirmou.

Ele também alertou que é importante a população ter consciência. “Aquela senhora que não consegue controlar o diabetes, mas é sensata, o que ela faz? Vai ao Centro de Saúde, marca  a sua consulta para fazer seus exames, o seu tratamento, e ela, se necessário, será encaminhada para o endócrino ou para um cirurgião. Não podemos pegar um paciente que teve uma crise hipertensiva e veio no pronto-socorro e simplesmente dar lhe  o encaminhamento para o cardiologista,  sendo que o procedimento padrão e correto é o medico da unidade básica, se necessário, encaminha-lo para consulta na especialidade”, disse.

Segundo a assessora e coordenadora da área da saúde, Elaine Cristina Sartorelli, o vereador Marino está irritado, pois na última sexta-feira, 07, tentou de todas as maneiras, passar na frente dos outros pacientes, com um conhecido seu que estava com a pressão alta e que, segundo o vereador, necessitava de um  cardiologista. “Pedimos para que ele encaminhasse o paciente ao hospital, onde seria avaliado”, contou.

Tempos atrás, o prefeito José Luiz Parella (PSDB) convidou todos os vereadores para uma reunião e, dentre os mais variados assuntos tratados, de forma educada, alertou o vereador Marino para que não interferisse no agendamento de consultas, pois estaria tentando passar conhecidos ou familiares seus, na frente de outros pacientes.

A chefe da divisão de compras, Luciana Marques, também relatou ao prefeito Zé Parrella que este mesmo vereador vivia pressionando os funcionários do setor para a liberação de medicamentos a pacientes da rede particular de saúde (exemplo: Unimed).

Para finalizar o festival de incoerências, semanas atrás, o próprio vereador foi atendido no hospital com cólica renal e a seguir na mesma tribuna da câmara, elogiou o atendimento do hospital.

6 thoughts on “IBATÉ | Profissionais da Saúde respondem agressões verbais do vereador Marino Motos

  1. Quanta conversa fiada, muitos cidadãos Ibateenses procuram atendimento na Santa Casa de São Carlos, ou no Hospital Escola. Ano passado por exemplo minha esposa teve que fazer um exame de RX na Santa Casa de São Carlos (passando pelo especialista de lá inclusive), o único aparelho de RX do Hospital ficou mais 15 dias quebrado. Ainda bem que tínhamos a Santa Casa de São Carlos como opção. Aliás não só minha esposa, pois lembro-me que naquele dia, não estávamos só nós de Ibaté lá, tinha muitos outros cidadãos Ibateenses.

  2. Cada qual tem seu ponto de vista sobre qualquer assunto. O fato de se ter criticado uma situação específica não quer dizer que o nobre vereador não reconhece os serviços prestados na saúde pública.
    Trata-se de um vereador lúcido, com conteúdo frente aos outros, quando discorda expõe duas percepções e honra os votos obtidos.
    Se tivessemos mais um igual a ele, não teríamos essa sonolência na câmara dos vereadores de Ibaté.
    Esse honra é representa efetivamente a população de Ibaté.

  3. Corrigindo um erro. Aonde eu disse “cirurgiao” o exemplo era “cardiologista”. Apenas um exemplo que dei.
    Outra questão:o tempo médio de espera hoje em Ibaté não ultrapassa os 10 minutos. Para quem está com dor, reconhece-se que tempo de espera é cruel numa escala muito maior à de quem nada sente. E sobre o que o nobre edil disse acerca de “os médicos benzem e atendem rápido”,tenho a informar o mais óbvio:que atendimento de urgência não é CONSULTA mas sim direcionamento rápido no foco do problema queixado e sentido na forma de dor, as vezes horríveis. Ou seja, exemplificando, imaginemos uma paciente com cólica renal. Ele quer um atendimento clássico, com calma? Reflitamos sobre tudo isso. Ibaté hoje é, a meu ver,uma das cidades mais bem arrumadinhas que conheço. Para quem não sabe, é a ÚNICA prefeitura que paga no dia 30 seu salário. Sempre cumpriu com suas obrigacoes para conosco. Portanto, de maneira apartidária,dado que nem sequer conheço o prefeito atual salvo por declaracoes positivas que ouço dos moradores da cidade, enalteço o HMMI sim. E sinto-me ofendido quando, de maneira arbitrária e generalizadora, incluem-me em críticas absolutamente desprovidas de conhecimento técnico e de rotina do serviço.
    Convido o senhor vereador a passar em dia que eu estiver de plantão no PS para conversarmos de maneira amigável e dessa forma talvez tentar fazer com que ele mude seus conceitos acerca de profissionais que ainda carregam em si o idealismo fora de moda. Venho de uma escola médica (Unicamp) absolutamente voltada aos aspectos éticos e morais para a realizacao de uma medicina ideal associada ao possível nesse País cheio de mazelas que vivemos. E venho também , principalmente, de uma família que me ensinou,desde pequeno, valores que ninguém nesse mundo tirará de mim. Por mais que isso me machuque ao longo da vida. Abraços e sempre à disposição, Cesar Augusto Esteves

  4. Nosso pronto atendimento e o mais eficaz que a regiao possui. Todos sao atendidos, como urgencia e emergencia, as enfermeiras e enfermeiros sao carinhosos, esforçados, educados. Ninguem sai do hospital sem atendimento. Precisei de atendimento pra minha mae, internação, fui muito bem atendida. Precisei pra minha neta nem parecia hospital publico, meu filho agora por ultimo tambem precisou, fomos sempre muito bem atendidos.
    La todos sao atendidos como doentes que precisam de pronto atendimento, isso e o principal.
    Quero ver se qualquer cidade disponibiliza de ambulancia pra ir buscar pacientes em casa como aqui em Ibate, minha amiga precisou de atendimento na santa casa em Sao Carlos a previsao de espera eram 5 horas.
    Vamos parar de encher o saco dos profissionais e serem mais educados, que tudo esta caminhando muito bem.

  5. Infelizmente, essa não é a primeira vez que o nobre vereador, Sr. Marino Motos, como é conhecido na cidade, usa a tribuna da Câmara para denegrir a imagem do Serviço Público de Saúde. Esse Senhor desrespeita a população e os princípios do SUS, que é a igualdade para todos e não somente para atender às necessidades da sua família ou de seus eleitores.

    1. A Sra. esta equivocada nunca foi passado nem um parente do vereador na frente em nem um setor médico do município e isso posso afirmar. Quando um munícipe chega a um vereador é pk já passou pelo protocolo SUS posso dizer isso pq presenciei alguns casos. Diante da procura o vereador não pode simplesmente ignorar e nem mesmo passar por cima do profissional da saúde então o que lhe resta fazer para honrar o lugar ao qual o povo o colocou para o representar é ajudar certo? te pergunto como ? dificil não é mesmo . então entra o diretor(a) da saúde que pode dar uma atenção a esse paciente e averiguar seu caso e decidir se ele realmente precisa de um especialista com mais urgência se há condições de um encaixe ou se ele pode aguardar a data da consulta

Deixe uma resposta