SAÚDE | Lobbe Neto fala sobre Outubro Rosa e programa estadual ‘Mulheres de Peito’

Com uma média de 1 milhão de casos todos os anos, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o câncer de mama é o que mais atinge a população feminina. Como forma de prevenção, o programa Mulheres de Peito, oferecido pelo Governo do Estado de São Paulo, atende mulheres com idade entre 50 e 69 anos, com exames de mamografia gratuitos, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

O deputado federal Lobbe Neto, do PSDB paulista, reiterou a importância de tratar e prevenir a doença. “Neste mês de outubro, tem uma grande campanha do ‘Outubro Rosa’, principalmente, às mulheres, para que possa ser feito exames preventivos para diagnosticar e, até prevenir, o câncer de mama”, contou.

O parlamentar tucano relatou que as mulheres paulistas, com idade entre 50 e 69 anos, podem participar do programa. “Elas podem usar o sistema Único de Saúde, mas também tem um programa do Governo de São Paulo, que é o programa Mulheres de Peito”, afirmou.

As interessadas no atendimento podem receber o benefício, no mês em que comemoram aniversário, e não há necessidade de apresentar qualquer tipo de pedido médico. Lobbe Neto detalhou como o atendimento deve funcionar para a população feminina.

“É um programa de apoio do Governo de São Paulo, que são as carretas que viajam para fazer todo esse exame preventivo e de mamografia e, até no caso de detecção de câncer, é encaminhado para um profissional oncológico”, contou.

De acordo com a pesquisa do Instituto Nacional do Câncer (Inca), mais de 57 mil novos  casos de câncer de mama devem surgir no país em 2017. Esse é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres no mundo e o segundo no Brasil, respondendo por cerca de 28% dos casos novos a cada ano.

Para fazer o agendamento basta ligar para a central de atendimento da Secretaria da Saúde, pelo número 0800 -779 – 0000, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Em suas fases iniciais, na maioria dos casos, as chances de tratamento e cura podem chegar a 95% de acordo com alguns especialistas.

Deixe uma resposta