DENGUE | São Carlos registra 32 casos positivos da doença

 

O período de chuvas e forte calor faz com que casos de dengue se intensifiquem. São Carlos registra atualmente 32 casos positivos de Dengue, sendo 22 autóctones e 10 importados. De acordo com a Vigilância Epidemiológica de São Carlos (VIGEP) foram realizadas 983 notificações de casos suspeitos de Dengue, 60 de Chikungunya e 8 de Zica. Não foram registrados casos positivos de Chikunguya e de Zica.

A estratégia de combate a Dengue em 2017/2018, é coordenada por um Comitê Municipal subdividido em três subcomitês: vigilância epidemiológica e controle de vetores, assistência aos pacientes com Dengue e outras arboviroses e mobilização social.

Para ajudar o Poder Público no combate a Dengue a população pode participar ativamente das ações. É importante lembrar que todo caso suspeito deve ser comunicado à Vigilância Epidemiológica, porque é a partir do caso suspeito que são desencadeadas as ações de controle e prevenção ao redor da casa e do local de trabalho do suspeito, impedindo que se instalem focos de transmissão da doença no município.

São Carlos registrou 563 casos positivos de Dengue em 2016, sendo 458 autóctones e 105 importados. Já em 2015 houve uma epidemia no município, como o registro de 22.331 casos positivos de Dengue, 21.404 casos contraídos em São Carlos e 927 casos de pessoas que viajaram para outros municípios e tiveram a doença.

Para combater o mosquito é preciso combater a larva, e isso se faz evitando a presença de água limpa e parada nos ambientes domésticos. O morador precisa remover essa água imediatamente e ter a responsabilidade de vistoriar seu imóvel periodicamente, pelo menos duas vezes por semana, para ver se não tem nenhum recipiente favorecendo a proliferação do mosquito transmissor da Dengue. É preciso identificar se não há água parada nos vasos, pneus, calhas, em cima de lajes, entre outros.

Há ainda criadouros significativos como o prato de suporte para plantas, latas e garrafas jogadas no quintal, plásticos, laje e caixa d’água destampada, por isso, é importante que o morador tenha consciência de que água limpa e parada é criadouro do mosquito. Os moradores que tiverem alguma dúvida podem entrar em contato com VIGEP através do telefone 3307-7405.

Deixe uma resposta