IBATÉ | Capitão Fumagale é condecorado com a Medalha Prata de Valor Militar

O capitão da Polícia Militar, Luís Rogério Fumagale, recebeu mais uma importante condecoração do governo do Estado de São Paulo: a Medalha de Valor Militar, grau Prata, por ter cumprido os 20 anos de bons serviços sem qualquer irregularidade ou punição. “Essa honraria é a única no país que passa pelo crivo dos poderes Executivo e Judiciário”, contou o oficial.

A Medalha “Valor Militar” foi instituída pela Lei 2.248, de 14 de agosto de 1953, sendo conferida aos oficiais e praças para patentear o reconhecimento do Estado pelos bons serviços prestados com lealdade, constância e valor.

Ela se divide em três graus: bronze para quem tem mais de 10 anos de serviço; prata para quem tem mais de 20 anos; e ouro para quem tem mais de 30 anos de serviços prestados.

“A entrega normalmente é realizada na unidade em que o agraciado trabalha em data definida pelo seu comando”, afirmou o capitão.

Em dezembro do ano passado, Fumagale foi condecorado com a Láurea de Mérito Pessoal em 1° Grau, a maior de todas as condecorações da corporação, que objetiva distinguir o policial militar que, por seus méritos pessoais, se sobressaia no cumprimento do dever, merecendo o reconhecimento Institucional.

O oficial ibateense ingressou na Polícia Militar em 27 de agosto de 1990, realizando o Curso de Formação de Soldados no Núcleo de formação do Comando de Policiamento do Interior três, em Ribeirão Preto. Foi promovido a Cabo em Junho de 1994, a 3º Sargento em Setembro de 1995, a 2º Sargento em setembro de 2003, a 1º Sargento em julho de 2009, à 2º Tenente em novembro de 2010, a 1º Tenente em maio de 2014 e, finalmente, a Capitão em 25 de agosto do corrente ano.

Detentor de carreira exemplar, jamais foi punido disciplinarmente, em que pese o enérgico regulamento da instituição, tendo registrado em seu prontuário, mais de setenta elogios individuais por ações meritórias. Foi condecorado com medalha valor militar em grau bronze, honraria concedida pelo governador e única medalha que passa pelo crivo dos poderes Judiciário e Executivo, bem como, foi condecorado com Láurea do Mérito Pessoal em 5º, 4º, 3º e 2º e, agora, 1° graus.