IBATÉ | Zé Parrella autoriza ajuda para translado da jovem Luana a Belém do Pará

Sensibilizado com o caso da jovem Luana Ramos Vilhena, de 23 anos, assassinada na madrugada da última terça-feira, 22, pelo companheiro de 17 anos, o prefeito José Luiz Parella (PSDB), ao tomar conhecimento das dificuldades encontradas pela família, que é de Belém do Pará, autorizou o pagamento do restante do valor que faltava para fazer o translado do corpo da menina.

Ontem, com EXCLUSIVIDADE, o portal Região em Destake divulgou que os familiares de Luana estavam com dificuldades financeiras para transladar o corpo da jovem. Eles conseguiram uma ajuda da Prefeitura de Belém do Pará, mas não o suficiente.

Na manhã desta sexta-feira, 25, Zé Parrella ficou sabendo do ocorrido e determinou que fosse efetuado o pagamento da quantia que estava faltando. A Prefeitura de Ibaté também já havia ajudado no embalsamento do corpo.

A Funerária Terezinha de Jesus, que é a responsável pelo funeral, avisou que o corpo será deslocado de veículo funerário até ao Aeroporto de Congonhas, na capital, na tarde de hoje. De lá, segue em voo fretado para Belém do Pará, onde será velado e sepultado na manhã deste sábado (26).

Luana estava grávida de 03 meses, segundo o laudo do Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos.

Diversas pessoas se sensibilizaram com o caso. Nas redes sociais, uma campanha para arrecadar fundos financeiros foi realizada e os valores arrecadados serão revertidos aos familiares de Luana.

O crime

A jovem Luana Ramos Vilhena foi estrangulada e esfaqueada no pescoço, pelo companheiro de 17 anos, na noite de terça-feira (22), em Ibaté. Este foi o primeiro homicídio do ano, na cidade.

Segundo o delegado de Polícia Civil, Dr. Adriano Callsen Alexandrino, que manteve contato com a autoridade policial do Plantão Policial de Araraquara, o menor teria afirmado que a discussão se deu início após a vítima ter apagado uma mensagem no aparelho celular, que teria trocado por um aplicativo. Durante a briga, o rapaz acabou asfixiando Luana e, em seguida, desferiu três golpes de faca no pescoço da vítima.

Um vigilante que trabalha nas proximidades escutou uma breve discussão e viu quando o rapaz deixou a sua residência por volta da 1h e, quando ele retornou às 3h30, tentou ir ao seu encontro, porém, ele saiu correndo.

A Funerária Terezinha de Jesus foi acionada e encaminhou o corpo ao Instituto Médico Legal (IML) de São Carlos.

O caso foi registrado em Boletim de Ocorrência como Ato Infracional de Homicídio e o inquérito deverá ser encaminhado para a Vara da Infância e Juventude de Ibaté. O menor foi apreendido e recolhido à Fundação Casa.