GERAL | Conheça a história de Irene Faccin, eleita Comerciante Homenageada do Ano

Homenagens em sessão solene e no Jantar do Comerciante ocorrem neste sábado (27), a partir das 19h.

 

Um espírito corajoso e desafiador. É desta forma que Irene Chiari Faccin, de 74 anos, se define ao falar da sua trajetória de vida. Educadora há mais de 50 anos, a empresária recebeu o título de Comerciante Homenageada do Ano. A celebração será neste sábado (27), em uma sessão solene na Câmara Municipal e no Jantar do Comerciante, realizado pela ACISC.

A eleição foi realizada no dia 3 de maio, pela diretoria da Associação Comercial e Industrial de São Carlos (ACISC), Sindicato do Comércio Varejista de São Carlos e Câmara dos Dirigentes Lojistas.

“Quando eu recebi o telefonema da ACISC, passou pela minha cabeça como um relâmpago, uma história de vida e dedicação. Eu me sinto muito feliz e muito honrada em receber esse título e quero agradecer pelas pessoas que me elegeram”, contou a empresária.

Neste ano, o Colégio Cecilia Meireles, em que é sócia-proprietária, completa 30 anos de trajetória. A empresária também fez parte da diretoria do Conselho da Mulher Empreendedora (CME) da ACISC por oito anos.

“Por conta da minha trajetória, sempre que entro na ACISC sinto como um ambiente especial. Para nós, isso é uma motivação para continuar trabalhando. Eu estou vendo o meu trabalho reconhecido e isso é gratificante”, emocionou-se Irene.

História de vida

Nascida em 19 de outubro de 1945, Irene formou-se professora em 1966. Em 1967, casou-se com Osmar Faccin, comerciante de automóveis, com quem teve dois filhos, Osmar Faccin Junior e Alexandre Faccin, que lhe deram três netos: Amora, de 3 anos, Vincenzo, de 6 anos, e Ornella, de 1 ano.

Depois de casada, formou-se em Pedagogia e se especializou em educação infantil, exercendo o magistério durante 15 anos. Em 1982 abriu sua primeira empresa, a ‘Escola de Educação Infantil Cachinhos de Ouro’.

Nesta época, Irene conheceu Giselda Fernandes Russo, proprietária da Escola de Educação Infantil Pequeno Polegar, e Paulo Cesar Migliato, proprietário da Escola de Educação Infantil Paraíso Infantil, com quem criou o Colégio Cecília Meireles, em 1989.

“Lembro que nós tivemos o privilégio de entrar e contato com a família da Cecília, que na época não era tão conhecida como era hoje, e quem nos deu a honra de colocar o nome dela foi o neto dela. E seguimos honrando seu nome até hoje”, contou a empresária.

Eram apenas 60 alunos e três séries iniciais no Ensino Fundamental, que ao longo dos anos tiveram a sua continuidade, até completar o Ensino Médio em 1995. No ano seguinte veio a união das escolas maternais, formando o Coleginho Cecília Meireles, que desde então recebe crianças de 4 meses até 5 anos.

“É gratificante a gente saber que os pais confiam em nós a educação do seu bem maior, e o pai que investe na educação do filho sabe que eles vão ter maiores oportunidades, maiores escolhas. O mundo se abre com a educação”, finalizou Irene.

Homenagens

As comemorações devem ocorrer na noite de sábado (27). A sessão solene terá início às 19h, na Câmara Municipal, e o Jantar do Comerciante realizado pela ACISC começa às 21h, na Oasis Eventos.