TURISMO | Ações afirmativas marcam abertura mês do orgulho LGBT no Estado de SP

Sob a coordenação de Turismo e Viagens, oito secretarias de governo e a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil alinham iniciativas para tornar São Paulo cada vez mais inclusivo e amigável 

 

Oito secretarias do Governo do Estado de São Paulo e a Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil assinaram nesta terça-feira (1) dois termos de cooperação para promover ações conjuntas pelo turismo inclusivo. A coordenação será da Secretaria de Turismo e Viagens (Setur) e o encontro, no Palácio dos Bandeirantes, marcou o início do mês do Orgulho LGBT no Estado. 

No acordo de cooperação, entre a Câmara LGBT e a Setur, o objetivo é promover São Paulo nos mercados nacional e internacional por meio da atividade turística e de viagens, reforçando a tolerância, a cidadania, criando novos fluxos econômicos e o incentivo à geração de empregos. Prevê também treinamentos e o lançamento, em 2021, do Mapa da Diversidade, com informações sobre todo o Estado.  

No termo entre as secretarias, que alinha as iniciativas governamentais, além de Turismo e Viagens, assinam Justiça e Cidadania, Relações Internacionais, Desenvolvimento Regional, Desenvolvimento Econômico, Desenvolvimento Social, Direitos da Pessoa com Deficiência e Cultura.  Entre as ações de governo destacam-se a ativação de redes diplomáticas, a tradução de materiais sobre os destinos, a atração de multinacionais e novas estratégias de geração de empregos no turismo. 

“O estado de São Paulo possui diversos destinos incríveis que podem ser explorados como forma de gerar emprego e renda. Com essa iniciativa, vamos criar um ambiente seguro para os turistas e também disseminamos a cultura do respeito”, disse o secretário da Justiça e Cidadania, Fernando José da Costa. 

A Secretaria da Justiça e Cidadania, por meio da Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual, assinará um termo de cooperação técnica para elaborar campanhas sobre respeito à diversidade, capacitações de gestores públicos sobre atendimento e segurança dos LGBTs, e divulgar a Lei Estadual nº 10.948/2001, que pune administrativamente a discriminação em razão de orientação sexual ou identidade de gênero. Com essas ações, além da cidade de São Paulo, que oferece lugares específicos para a população LGBTI+, todo o Estado poderá contar com os mesmos serviços. 

“Viajar é o próprio exercício da cidadania e da convivência harmoniosa, que tem por base o respeito”, diz o secretário de Turismo e Viagens, Vinicius Lummertz. Desde 2019 a Setur e a Câmara vêm desenvolvendo ações conjuntas de sensibilização.  

“O Governo do Estado de SP tem o compromisso de promover ações de inclusão, diversidade e acolhimento de todos e todas. Além de ser uma iniciativa que visa fomentar o turismo, com foco na população LGBTI+, irá gerar renda e também impulsionar o desenvolvimento de São Paulo”, destaca Célia Parnes, Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de SP. 

“A assinatura desse acordo com a Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo é extremamente importante e traz para a Câmara LGBT a responsabilidade de pensarmos juntos com os destinos do interior os rumos do Turismo LGBTI+. Com a sinergia entre as outras secretarias que assinam o protocolo de intenções poderemos avançar também em várias frentes gerando negócio, empregos, renda e divisas. A partir da assinatura deste acordo, vamos implementar ações, estratégias e projetos visando o atual momento e também a melhora da receptividade do turismo LGBTI+”, afirma Ricardo Gomes, Presidente da Câmara LGBT.

Para Otavio Furtado, diretor de Turismo da Câmara LGBT, este acordo é primordial para a construção de um Estado de São Paulo mais diverso e inclusivo: “A cidade de São Paulo é a principal porta de entrada do País e um dos destinos nacionais mais reconhecidos quanto às atrações exclusivas para este público. Além disso, abriga a maior Parada do Orgulho LGBTI+ do mundo. Poder desenvolver um plano de ação para o posicionamento de todo o estado como destino LGBTI+ é multiplicar as oportunidades e garantir que todas as regiões atraiam esse público que já se identifica com a capital. Dessa forma, os viajantes do Brasil e do mundo poderão conhecer tudo que o Estado oferece”. 

Pesquisas apontam que é alta a expectativa do público LGBTI+ da retomada do turismo. Segundo a IGLTA – Associação Internacional de Turismo LGBT – 73% dos entrevistados planejam fazer uma viagem de férias até o final deste ano. Ganha destaque principalmente o turismo regional, com viagens de curta distância, já que 68% afirmam que optarão por roteiros domésticos.