SÃO CARLOS | Vereadores demonstram preocupação com situação da saúde municipal

Em reunião nesta segunda-feira (6), agendada pelo presidente da Câmara, vereador Julio Cesar (Democratas) no Ministério Público do estado, um grupo de vereadores apresentou ao promotor de justiça, suas preocupações acerca da situação da saúde municipal.

Segundo os vereadores, duas Unidades de Pronto Atendimento foram fechadas pelo executivo municipal, UPA Cidade Aracy e UPA Santa Felícia. Devido à falta de médicos a UPA Vila Prado também necessitou interromper momentaneamente as suas atividades.

Os atendimentos são redirecionados para o SMU da Santa Casa, ficando sobrecarregado, uma vez que sua estrutura não suporta o atendimento de toda a cidade. Os atendimentos pediátricos estão sendo realizados pelo hospital universitário, e o CEME e o CAPS também estão com as atividades comprometidas por falta de profissionais.

A Câmara Municipal, por meio de seu presidente, realizou ampla contenção de suas despesas e restituiu ao Executivo R$ 600 mil reais referentes ao orçamento de janeiro de 2017. A Câmara colocou ainda todo seu departamento jurídico à disposição da Prefeitura.

O promotor de justiça destacou que o poder executivo deve gerir a saúde com as opções legais disponíveis e que é imprescindível que a população não tenha seu atendimento médico comprometido.

Participaram da reunião, o promotor de justiça Sérgio Martin Piovesan de Oliveira, e os vereadores Julio Cesar, presidente da Câmara (Democratas), Cidinha do Oncológico (SD), Lucão Fernandes (PMDB), Robertinho Mori (PSDB), Azuaite Martins de França (PPS), Malabim (PTB), e Moisés Lazarine (Democratas).

Deixe uma resposta