SÃO CARLOS | Lei de Massafera homenageia professor Aduar Kemell Dibo

A Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo publicou a lei de autoria do deputado estadual Roberto Massafera que homenageia o professor e cronista social Aduar Kemell Dibo, o Adu. Ele agora empresta seu nome à Escola Estadual do Jardim dos Coqueiros, em São Carlos. O texto foi publicado na última semana.

Cidadão benemérito de São Carlos, Adu também era odontógoco formado, profissão que exerceu por trinta anos em seu consultório no Centro de São Carlos, ao lado do antigo Cine Avenida. Também era jornalista formado pela Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo.

O professor Adu ministrou aulas em várias escolas de São Carlos como a Jesuíno de Arruda, o Colégio São Carlos, o Diocesano La Salle, os cursinhos Anglo e Objetivo, e a Escola Dr. Álvaro Guião na qual ingressou por meio de concurso público e permaneceu até aposentar-se em 1986.

Como jornalista, Adu recebeu o incentivo de Anita Censoni e assinou a coluna “Sabe lá o que é isso”?”, no jornal “A Folha”, na década de 1960. Em 1973 lançou a tradicional “Coluna do Adu” para registrar os eventos da sociedade sãocarlense.

Original, Adu criou um estilo próprio de escrever, mas costumava recusar os títulos de jornalista ou colunista social. Preferia definir-se como um “simples escrevinhador”.

Adu faleceu em São Carlos, no dia 15 de junho de 2010, aos 84 anos. Era casado com Zilá Vieira Dibo com quem teve cinco filhos: Carlos Eduardo, Lucia Helena, Angela Valéria, José Paulo e Silvana; e dez netos: Thiago, Camila, os gêmeos Eduardo e Caio, Adriano, Juliana, Matheus, Isadora, João Paulo e Vitória.

Deixe uma resposta