POLÍTICA | Lucão parabeniza a Igreja Adventista por desenvolver projeto contra o abuso e a violência doméstica

O presidente da Comissão Permanente de Saúde e Promoção Social da Câmara, vereador Lucão Fernandes (PMDB), parabenizou a Igreja Adventista do Sétimo Dia pela realização do evento “Quebrando o Silêncio”, de prevenção contra o abuso e a violência doméstica. A campanha aconteceu na manhã do último sábado (19), na Praça do Mercado e recebeu milhares de pessoas em defesa da causa. No ano passado o evento reuniu cerca de 2.500 pessoas, que receberam ainda serviços como aferição de pressão, corte de cabelo, orientação psicológica, entre outros. 

Em seu discurso na sessão da Câmara desta terça-feira (22), Lucão destacou que a violência doméstica jamais pode ser considerada algo natural. Segundo ele, todos os dias a mídia apresenta um quadro de violência assustador, envolvendo crianças, mulheres e idosos. “Duas em cada três pessoas atendidas no SUS por violência doméstica ou sexual são mulheres; em 2011 o SUS atendeu mais de 70 mil mulheres vítimas de violência e 71,8% dos casos ocorreram no ambiente doméstico”, resumiu o parlamentar.

De acordo com o projeto, a violência doméstica é nutrida pela ignorância e, portanto, para combater esse mal é preciso trazê-lo a público, examiná-lo e dar a solução necessária. “Daí a importância da população participar, atingindo o maior número possível de pessoas. Além da conscientização, a campanha prevê orientar as famílias, pais e filhos, educadores e alunos sobre o assunto, levando esclarecimento quanto a seus direitos e alertando quanto à necessidade de quebrar o silêncio e buscar junto aos órgãos competentes o apoio necessário”, destacou Lucão.

PROJETO 

“Quebrando o Silêncio” é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica, promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002. A campanha se desenvolve durante todo o ano, mas uma das suas principais ações ocorre sempre no quarto sábado do mês de agosto. 

Para o vereador, somente o apoio de toda a população para tentar acabar com este quadro. “Somente com o apoio de toda a sociedade é que será possível alertar sobre este problema, sobre a violência contra mulheres, crianças e idosos, podendo ser uma agressão física até a morte dentro de suas próprias casas muitas vezes. Cada um deve fazer a sua parte para reduzir esses tristes números de violência”, opinou Lucão.

Deixe uma resposta