NOVIDADE | Prefeitura implanta Ozonioterapia odontológica na rede

A terapia foi incluída recentemente na lista de novas práticas integrativas do Ministério da Saúde e está sendo oferecida no CEO

 

A Prefeitura de São Carlos, por meio da Secretaria de Saúde, passou a oferecer na rede pública a Ozonioterapia, uma práticaintegrativa que foi recentemente incluída na lista do Ministério da Saúde. Na última quarta-feira (25), a terapia foi apresentada para o secretário de Saúde, Caco Colenci, vereador Lucão Fernandes e integrantes da equipe de cuidados básicos da saúde.

A Ozonioterapia é uma técnica que utiliza uma mistura gasosa de ozônio e oxigênio como agente terapêutico em um grande número de patologias e em diversas especialidades odontológica. Desde 2015, o Conselho Federal de Odontologia, por meio da resolução 166/2015, reconheceu a realização da prática da Ozonioterapia pelo cirurgião-dentista. Para isso, é necessário que o profissional faça um curso de habilitação.

Em São Carlos, a terapia está sendo realizada no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO). “Deforma inédita, a cidade de São Carlos está sendo pioneira no uso da Ozonioterapia em pacientes do CEO. Nós iniciamos com alguns pacientes que tinham lesões graves e a melhora dessas pessoas foi muito rápida. Com isso, houve todo o envolvimento da rede e 5 profissionais foram capacitados. Hoje, estamos trabalhando com um equipamento em comodato enquanto a licitação do aparelho próprio está em andamento”, explicou Magda Siqueira, cirurgiã-dentista, habilitada em Ozonioterapia e responsável pela implantação da terapia na rede.

Com alto poder oxidativo, a terapia tem importante ação antimicrobiana e alta biocompatibilidade aos tecidos, o ozônio pode ser aplicado em diversas especialidades odontológicas. “Inicialmente, a Ozonioterapia está sendo usada nas especialidades de periodontia, cirurgia e endodontia. E vai aprimorar o tratamento que já é realizado pelo CEO há alguns anos, favorecendo e trazendo um maior conforto para os pacientes da rede pública”, falou Daniela Gonçalves da Costa, supervisora do CEO.

O primeiro paciente a passar pela terapia na rede é o senhor Djalma Mesquita. Ele ficou anos tentando resolver um problema no dente que só foi sanado com a Ozonioterapia. “Desde 2012, eu estava fazendo um tratamento no dente e não resolvia. O ozônio resolveu rapidamente, foi bom para mim. Estou contente, principalmente, em saber que o ozônio me ajudou e vai ajudar outras pessoas também”, contou o aposentado.

O oferecimento de tratamentos alternativos na rede pública de saúde é cada vez maior. Hoje, o Brasil tem 29 práticas integrativas pelo SUS na atenção básica. “A linha de cuidados que inclui as práticas integrativas é um novo modelo do tratamento da saúde da população, em especial São Carlos. A Ozonioterapia faz parte desse rol que visa diminuir a distância dos remédios alopáticos e oferecer um tratamento mais rápido, menos invasivo e mais benéfico para a população”, afirmou Caco Colenci, secretário de Saúde.

Para o produtor de vídeo, Wagner Quersi, a rapidez no tratamento também chamou a atenção. “Eu vinha sofrendo com um problema na gengiva. E encontrei no CEO, o céu. Eu fiquei muito surpreso quando me disse que ia me submeter a um tratamento com ozônio, a Ozonioterapia. O tratamento foi notório e muito rápido a recuperação”, contou ele.

A Ozonioterapia está sendo oferecida para pacientes já em tratamento no CEO. Para realizar o atendimento odontológico especializado no CEO, o usuário precisa ser referenciado depois de já ter feito todos os procedimentos do limite de atuação das unidades de saúde da Atenção Básica.