IBATÉ | Centro de Convivência do Idoso encerra atividades do Mês da Mulher

Como parte da programação do mês da mulher, onde o dia foi comemorado em 8 de março, da Prefeitura Municipal de Ibaté, por meio do Centro de Convivência da Melhor Idade, realizou um momento especial para homenagear as usuárias do serviço, com oferta de serviços de beleza e muita diversão, encerrando assim as festividades.

As mulheres passaram por transformação com os serviços de beleza e participaram de uma série de atividades, inclusive com um delicioso café da manhã, idealizado pela coordenadora do Centro de Convivência do Idoso, Dirce Peruchi, e a terapeuta ocupacional, Carolina Tagliatela. “Foi um dia muito agradável e bastante animado, o que nos deixa muito satisfeitas em poder ver todos alegres e participando das atividades que proporcionamos a eles com tanto carinho”, comentou Dirce.

Ao final, a coordenadora leu uma mensagem para as mulheres. O poema demonstrou aos presentes o quanto as mulheres são batalhadoras e guerreiras.

PROJETO

O Centro de Convivência da Melhor Idade de Ibaté tem sido referência em toda a região central do Estado, devido não somente ao tratamento, mas também pelas atividades realizadas e os benefícios oferecidos aos frequentadores.

O serviço atua na cidade há 13 anos e realiza atendimento preventivo de saúde com idosos independentes, promovendo convivência social e diversas atividades: alimentação, grupos terapêuticos, aferição da pressão arterial, educação física, caminhada, pintura, crochê, bordado, cestaria, tapeçaria, passeios e festas.

Atualmente o espaço atende cerca de 150 pessoas e é coordenado por Dirce Peruchi. “Temos espaço e condições para atender todas as pessoas interessadas e o Centro funciona de segunda-feira a sexta-feira e está sempre de braços abertos a quem nos procura”, garantiu.

Procurando atender sempre bem e melhorar a saúde, um ponto importante tem sido destaque, a recuperação da autoestima dos idosos.

A terapeuta ocupacional Carolina Tagliatela relata que muitos chegaram ao local com muita dificuldade para caminhar, fazer movimentos rápidos e com medo de tudo, mas que aos poucos foram redescobrindo a autoconfiança e se permitindo melhorar a qualidade de vida. “Hoje eles brincam, dançam, conversam, contam histórias de suas vidas, é uma verdadeira família constituída ao longo desse período. São ‘jovens’ idosos”, disse.

O local oferece gratuitamente aos frequentadores, as seguintes atividades: curso de bordado e tricô, alongamentos, dinâmicas, relaxamento, massagem, oficina da memória, dança, grupo terapêutico, horta, plantio de rosas, passeios, entre outras atividades que estimulam o exercício mental, a fim de prevenir doenças relacionadas a memória, como por exemplo o Alzheimer.

O Centro de Convivência está localizado na rua João Alteia nº 209, Jardim Menzani e atende de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h30. O atendimento é gratuito.

 

Deixe uma resposta