SEGURANÇA | Vereadores de Ibaté visitam COPOM em São Paulo e conhecem sistema Radar/DETECTA

Os vereadores e membros do Conseg (Conselho Comunitário de Segurança) de Ibaté participaram nesta quinta (16), juntamente com os vereadores de São Carlos, Ribeirão Bonito, Dourado, Descalvado, Santa Rita do Passo Quatro e Porto Ferreira – que compreendem o 38º Batalhão da Polícia Militar da região – realizaram uma visita ao Centro de Operações da Polícia Militar – COPOM/São Paulo.

O objetivo da visita foi conhecer o funcionamento do sistema Radar/DETECTA, ferramenta de integração do sistema de geoprocessamento de dados através de tecnologia avançada de leitura automática de placas conhecido pela sigla em inglês OCR (Optical Character Mode) desenvolvido pelo Centro de Processamento de Dados da Polícia Militar do Estado de São Paulo – CPD, que integra os dados existentes na instituição Policial Militar, Polícia Civil e Ministério da Justiça.

Participaram da visita os vereadores Valentim Fargoni (PEN), Du da Auto Escola (PMDB), Tonho Pernambuco (PRB), Regina Enfermeira (PSDB), o presidente do Conseg Augusto Neto e o comandante da Polícia Militar de Ibaté, tenente Daniel Molina.

O palestrante foi o chefe do COPOM METROPOLITANO, tenente coronel Gonzalez, que, de uma forma bem clara, expôs aos presentes todo trabalho realizado pela Polícia Militar no Estado de São Paulo.

Após a palestra, os vereadores e membros do Conseg seguiram até a Assembleia Legislativa de São Paulo, onde foram recebidos pelo deputado estadual, Coronel Camilo, onde durante quase duas horas motivou um debate sobre segurança, e ouviu os problemas das cidades e sugestões da equipe de assessores do deputado que já comandou a Polícia Militar na região central de São Paulo.

Ficou definida a formação de uma Câmara Regional de Debates sobre Segurança na área que abrange o 38º BPM I, que é comandado pelo tenente coronel Alexandre Wellington, quem oficializou o convite aos representantes municipais.

Radar/Detecta

O Projeto Radar/Detecta está presente nos municípios de Guarulhos, Guarujá, Mogi das Cruzes, São Paulo entre outros, que estabeleceram parcerias através de uma minuta de convênio e plano de trabalho. Essa tecnologia de vídeo monitoramento dispara alertas por todos os trajetos que um veículo roubado ou furtado fizer, principalmente, nas vias monitoradas.

Com esse avanço tecnológico é possível melhorar a prevenção de infrações como o roubo e o furto de veículos. O recurso do Detecta dá aos policiais a condição de agir mais rapidamente no combate ao crime, além de oferecer o que se chama de “consciência situacional”. Em resumo, ao atender uma ocorrência, o PM que receber o alarme terá mais informações sobre a situação que encontrará. Para a Polícia Civil, servirá principalmente no apoio às investigações.

 

Deixe uma resposta