POLÍTICA | Azuaite busca esclarecimentos sobre situação de professores temporários

O vereador Azuaite Martins de França (PPS) apresentou requerimentos solicitando informações à Secretaria Municipal de Educação acerca da situação dos professores temporários no município. Os docentes procuraram o vereador para questionar sobre a lista de temporários e a possível efetivação.

“Ano após ano, professores aprovados nos concursos em vigência trabalham na Prefeitura como temporários e não são efetivados”, observa o vereador na proposição – aprovada por unanimidade pela Câmara – na qual solicita que a Secretaria forneça a relação (por escola e categoria em que atuam) dos professores concursados, não efetivados, contratados para docência em 2017.

Também pede que seja informada a origem da vaga ocupada pelos professores temporários e encaminhada ao Legislativo, relação com nome do professor temporário e do professor a ser substituído, local de trabalho, motivo do afastamento e tempo do afastamento. O vereador, que preside a Comissão de Educação do Legislativo, requer um esclarecimento oficial sobre por que motivo os docentes não foram efetivados.

DIÁRIAS DE VIAGENS 

Outro importante requerimento apresentado pelo vereador Azuaite nesta semana solicita informações da Secretaria Municipal de Fazenda referente às diárias para viagens. Observando que uma das principais prerrogativas do vereador é a fiscalização, além do acompanhamento da execução financeira, o parlamentar pede que a secretaria esclareça sobre o pagamento de diárias para servidores municipais quando em viagem de trabalho.

O parlamentar quer saber como são calculadas as diárias, quais servidores têm direito ao seu recebimento e solicita informações sobre o assunto de janeiro de 2016 a maio de 2017 (nome, cargo/função, secretaria, data da viagem, destino, atividade e valor recebido pelos servidores que viajaram nesse período).

São também solicitadas informações sobre quem autoriza as viagens e como é eito o controle do uso de carros oficiais. O vereador pede que sejam enviados à Câmara relatórios com dados de carro, placa, motorista, data da viagem, horário de saída, horário de retorno, destino, secretaria que autorizou e passageiros, e também das faturas do sistema “Sem parar” ou equivalente, no período de janeiro de 2016 a 29 maio de 2017.

Deixe uma resposta