SÃO CARLOS | CEME amplia horário de marcação de consultas para diminuir fila na madrugada

 

Quem tem que fazer um agendamento de retorno no Centro Municipal de Especialidades (CEME) já não precisa enfrentar a madrugada e as longas filas. Uma ação da Secretaria de Saúde mudou a dinâmica da marcação de consultas e aos poucos está tirando os pacientes da fila na entrada do Centro de Especialidades. A cena se repetiu durante muitos anos e pedia um enfrentamento adequado. “Não podemos permitir que as pessoas cheguem ao CEME de madrugada para marcar uma simples consulta. Tem a questão cultural de chegar cedo para ser atendido antes, mas também tinha um problema com o agendamento”, afirmou Caco Colenci, secretário de Saúde.

Com a mudança de metodologia, o paciente pode fazer o agendamento todos os dias, das 7h30 às 14h30. “Ampliamos o atendimento para marcação de consultas. Se o agendamento não é possível naquele momento, nós temos uma planilha onde colocamos esse paciente e assim que marcação for realizada nossa telefonista entra em contato com a pessoa para marcar a data, horário e orientar sobre os documentos necessários para a consulta”, afirmou Crislaine Mestre, enfermeira do CEME.

Atualmente, para algumas especialidades não há espera. “Para ortopedia, oftalmologia, reumatologia é mais fácil conseguir marcar o retorno, conforme a necessidade do paciente e pedido do médico. Mas na área de neurologia está mais complicado, demora um pouco. Além disso, quando o médico dá uma previsão do retorno, o paciente faz o agendamento quando sai da consulta”, explicou Crislaine.

Para o secretário de Saúde, Caco Colenci, a mudança já começa a refletir na rotina da unidade. “A ampliação do agendamento está dando bons resultados. Contamos com a conscientização da população, e, principalmente, dos médicos, que também ajudaram na redistribuição dos seus horários. Isso fez com que diminuíssemos o tempo de espera por um atendimento. Também estamos investindo na contratação de mais médicos, por meio de um concurso público que será aberto em breve”, afirmou.

A dona de casa Nair Marilene frequenta o CEME há muitos anos. Para ela, a marcação de consulta está bem melhor. “Hoje, cheguei depois das oito da manhã e agora são 8h40 e já estou sendo atendida”, disse Nair.

Fernanda Nogueira achou que o atendimento está mais rápido, mas acha que deveria ter um sistema de prioridades. “A marcação com o ortopedista foi rápida, mas acredito que sempre pode melhorar. Estou com problema na coluna e tive que esperar alguns minutos. O atendimento poderia ser por prioridades”, afirmou ela.

O marido da dona de casa Dirce Montanari faz acompanhamento cardiológico no CEME. Eles são de Porto Ferreira e segundo ela, sempre que precisa a consulta é disponibilizada. “Estamos sempre aqui. Hoje, por exemplo, vim sem encaminhamento para tentar passar pelo médico e mostrar um exame. Eu notei que a fila diminuiu bem, escuto menos reclamações”, afirmou ela.

“Acredito que sempre podemos melhorar o atendimento na área da saúde. Estamos trabalhando para um atendimento mais humanizado”, concluiu Caco Colenci.

Atendimento CEME 

A consulta com médico especialista não começa no Centro de Especialidades. Ela começa na atenção básica. O paciente que tiver algum sintoma deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima da sua residência. O médico clínico geral fará a avaliação, solicitará exames e sendo necessário, encaminhará ao especialista. É a UBS que faz a marcação da primeira consulta. As pessoas não devem procurar o CEME sem antes ter passado pela unidade de saúde.

Deixe uma resposta